Review OnePlus Nord CE 2 Lite | Cortes claros, mas resultado é bom

Por Felipe Junqueira | Editado por Léo Müller | 20 de Junho de 2022 às 18h26
Ivo Meneghel Jr/ Canaltech

O OnePlus Nord CE 2 Lite é uma versão de custo ainda mais baixo da linha intermediária da fabricante chinesa. Com alguns cortes em relação ao modelo mais avançado, o aparelho promete boa experiência a um bom custo-benefício.

Mas logo na ficha técnica, já é possível ver um ponto de desvantagem que pode pesar para muita gente: a tela IPS LCD, em vez de OLED. Mas outros pontos podem parecer vantajosos, como a plataforma Snapdragon e a bateria com maior capacidade.

Será que esses pontos realmente resultam em experiência diferenciada para o usuário? Eu testei o aparelho e trago abaixo uma análise com as respostas mais importantes para quem cogita importar o aparelho.

Compre o OnePlus Nord CE 2 Lite

Prós

  • Desempenho satisfatório
  • Até três anos de atualizações
  • Suporte ao 5G

Contras

  • Tela com brilho baixo
  • Sistema de som mono
  • Fotos com pouca luz

Design e Construção

  • Dimensões: 164,3 x 75,6 x 8,5 mm;
  • Peso: 195 gramas.

O OnePlus Nord CE 2 Lite é parecido com o OnePlus Nord CE 2, mas há bastante detalhes que os diferenciam. Ambos têm módulo de câmera no canto superior esquerdo da traseira com duas lentes gigantes e acabamento em plástico. E furo também no canto superior esquerdo da tela para a frontal.

Além disso, os botões de volume ficam na lateral esquerda, com o de energia à direita. No caso do modelo Lite, o leitor de impressão digital está integrado a este último, e não embaixo da tela.

Nord CE 2 Lite tem tampa traseira com acabamento em duas tonalidades (Imagem: Ivo Meneghel Jr/Canaltech)

E aí tem as diferenças. A tampa traseira tem duas tonalidades, com uma textura em linhas verticais na parte superior e pintura fosca no restante. O módulo de câmeras é saltado, mas não faz parte da peça única, apesar de manter a mesma cor da traseira. Que pode ser preto ou azul.

Não há proteção contra água ou poeira. E o celular vem com uma capinha de TPU transparente fosco na caixa.

Tela

  • Tamanho: 6,59 polegadas, 104,5 cm² de área, ~84,1% de ocupação;
  • Tecnologia do painel: IPS LCD;
  • Resolução e proporção: Full HD (1080 x 2412 pixels), 20:9;
  • Densidade aproximada: 401 pixels por polegada;
  • Extras: 120 Hz.

O display do OnePlus Nord CE 2 Lite é bem diferente da outra versão. Além de ser maior em polegadas, ele tem outro tipo de painel, com tecnologia menos avançada. Para compensar, a taxa de atualização é um pouco maior.

São quase 6,6 polegadas com resolução Full HD, que é suficiente para garantir uma densidade superior a 400 pixels por polegada. Com isso, o dispositivo oferece boa nitidez de imagem.

Porém, o painel IPS LCD oferece mais desvantagens do que o AMOLED. Entre elas estão o brilho inferior e o contraste menor, devido ao preto ser um tom de cinza escuro. Isso acontece porque os pixels sempre emitem alguma luz, mesmo nas áreas mais escuras da imagem.

Câmera frontal do Nord CE 2 Lite fica no canto superior esquerdo da tela (Imagem: Ivo Meneghel Jr/Canaltech)

Mesmo assim, admito que eu só notei que a tela não era AMOLED quando chequei as configurações do dispositivo. Aí algumas questões que eu vinha observando começaram a fazer sentido, entre elas justamente o brilho baixo. Mas achei o preto bastante satisfatório, com exibição geral muito boa.

Por fim, a taxa de atualização um pouco superior aos 90 Hz do OnePlus Nord CE 2. O Lite tem 120 Hz, mas isso é algo que a gente quase não nota. Claro que você sente a imagem mais fluida, especialmente em jogos adaptados para a frequência aumentada. Mas não vejo como um fator de vantagem, necessariamente.

"Apesar da tela LCD, o OnePlus Nord CE 2 Lite tem boa exibição, com cores precisas e imagem bastante fluida."

— Felipe Junqueira

Configuração e Desempenho

  • Sistema operacional: Android 12 sob OxygenOS 12.1;
  • Plataforma: Qualcomm Snapdragon 695 (6 nm);
  • Processador: Octa-core (2x 2,2 GHz Kryo 660 Gold + 6x 1,7 GHz Kryo 660 Silver);
  • GPU: Adreno 619;
  • RAM e armazenamento: 6/128 GB, 8/128 GB.

Para algumas pessoas, o fato de ter um processador Snapdragon, em vez de um Dimensity, pode ser uma vantagem do OnePlus Nord CE 2 Lite. Mas não é bem assim que as coisas funcionam.

O Snapdragon em questão, que é o 695, possui suporte ao 5G, assim como o Dimensity 900. Porém, sua potência é um pouco inferior, como os números de benchmark mostram. Foram 2.169 pontos do chipset da MediaTek contra 1.967 do modelo da Qualcomm no teste de múltiplos núcleos do Geekbench 5.

Resultados do OnePlus Nord CE 2 Lite nos benchmarks (Imagem: Felipe Junqueira/Canaltech)

É uma diferença pequena, e realmente não há mudança visível no desempenho do dia a dia entre OnePlus Nord CE 2 e sua versão Lite. Ambos conseguem lidar muito bem com aplicativos mais comuns de redes sociais e até jogos leves, como Candy Crush ou Subway Surfers.

Você deve notar alguma diferença em títulos mais pesados, como COD Mobile, Fortnite ou PUBG Mobile. Nestes, o modelo Lite vai precisar de uma redução gráfica para evitar engasgos em momentos de muita ação na tela. O celular conseguiu desempenho excelente em Asphalt 9.

A interface da OnePlus pode ter perdido um pouco de sua principal vantagem nos últimos anos, mas ainda está bastante fluida. E isso faz bastante diferença principalmente em smartphones com hardware mais modesto, como é o caso aqui.

Outro ponto de vantagem é a compatibilidade com as redes 5G, já disponível no OnePlus Nord CE 2 Lite.

Usabilidade

Como eu já mencionei rapidamente, o OxygenOS era uma das interfaces Android mais fluidas no passado. Para falar a verdade, apesar de ter perdido um pouco do fluxo suave, ela ainda está entre as mais bem otimizadas dentro do mundo do robozinho.

Nord CE 2 Lite tem alguns apps instalados de fábrica (Imagem: Ivo Meneghel Jr/Canaltech)

Mas um ponto em que a OnePlus começou a deixar a desejar recentemente é a velocidade de atualizações. Ainda não chega ao ponto de algumas fabricantes que sequer liberam updates de segurança, mas já não é mais tão imediato, e às vezes a liberação de novas versões é superada pela Samsung.

O ponto positivo é que o OnePlus Nord CE 2 Lite já está com o Android 12 instalado, e a empresa deve liberar as duas próximas versões. Também há uma promessa de três anos de pacotes de segurança para o dispositivo, que ficará protegido até 2025, portanto.

Câmeras

  • Principal: 64 MP, abertura f/1.8, auto foco;
  • Macro: 2 MP, abertura f/2.4;
  • Selfies: 16 MP, abertura f/2.0;
  • Vídeos: 1080p a 30 fps (máx., principal e frontal).

As câmeras do OnePlus Nord CE 2 Lite são praticamente as mesmas do outro modelo da linha. Na verdade, só há uma ausência: não há sensor ultrawide na versão que é objeto desta análise.

No geral, ambos tiram fotografias muito parecidas. Com boa iluminação, você geralmente consegue ótimos cliques. Com pouca luz, as coisas já não são muito boas, mas ainda dá para o gasto. Especialmente se considerar que é um modelo intermediário que você tem em mãos.

O HDR funciona bem, mas nem sempre ele é ativado quando precisa. Isso resulta em uma variação entre fotos com ótimo alcance dinâmico e imagens com contraste exagerado, com pouco espaço para edição sem perder detalhes.

Câmera principal faz bom trabalho com texturas e alcance dinâmico, mesmo com zoom ativado (Imagem: Felipe Junqueira/Canaltech)

Mas também não recomendo forçar o recurso sempre, pois pode resultar em fotos com aspecto estranho em casos que não há necessidade do HDR. A solução é tentar tirar sempre duas ou mais fotos, para ter uma chance maior de conseguir ao menos um bom resultado.

A câmera macro do OnePlus Nord CE 2 Lite já não tem qualidade tão semelhante com a do outro modelo. É possível tirar algumas boas fotografias com o sensor, mas também é comum ter resultados altamente artificiais, que parecem uma pintura, e não uma fotografia.

Com pouca luz, você enfrenta dificuldade com o foco, que se perde mesmo quando você indica onde ele deve ficar. O modo noturno ajuda a reduzir tremidos e ruídos em excesso, além de clarear um pouco a imagem. Porém, o resultado não é dos melhores.

Selfies e gravação de vídeo

Falando em câmera frontal, o problema do alcance dinâmico fica ainda mais acentuado. É muito comum você ter fotos com contraste forte, o que deixa pouco espaço para fazer edições posteriores. Ao menos a textura tem um nível razoável.

No modo retrato, o objeto em foco pouco muda: muito contraste e texturas perdem um pouco de detalhes. O recorte é bem satisfatório, com poucos erros. Pode ser uma boa opção para disfarçar cenários que não foram bem arrumados para a foto, ou mesmo para dar maior destaque ao seu rosto.

Sistema de Som

O Nord CE 2 Lite tem um sistema de som mono, assim como o outro modelo da linha. O celular tem boa potência, com pequenas distorções em volumes mais altos. Se você mantiver no médio, tem uma boa qualidade, com boa distinção de graves e agudos, apesar de não serem o ponto forte.

Dá para assistir a vídeos, escutar áudios de redes sociais e afins com qualidade aceitável. Não é o ideal para ouvir música, mas também dá para o gasto.

Ao menos o aparelho tem conector de fone de ouvido, que tem qualidade semelhante à do áudio integrado. Ele também oferece conexão com dispositivos externos via Bluetooth.

Bateria e Carregamento

  • Capacidade de carga: 5.000 mAh;
  • Recarga: até 33 W com fio.

Em bateria, você tem um ganho e uma perda se optar pelo modelo Lite da linha OnePlus Nord CE 2. A carga é maior, chegando a 5.000 mAh, mas a potência de recarga é um pouco inferior, com o máximo de 33 W.

Porém, a capacidade maior não se traduz em duração superior. Ao menos segundo o teste de reprodução de vídeo, que entregou estimativa de 21,4 horas, no Lite contra 27,3 horas do OnePlus Nord CE 2. Lembrando que são 3 horas ininterruptas de vídeo na Netflix, com brilho da tela em 50%.

Em uso real, o teste foi um pouco mais animador, com 75% de carga restante após pouco mais de 7 horas fora da tomada. A média de consumo foi de aproximadamente 3,44 pontos percentuais a cada hora, pouco mais que o consumo de 3,3 p.p. por hora do outro modelo da linha.

Porém, no resultado final, fica claro que o OnePlus Nord CE 2 Lite entrega tempo de uso inferior ao Nord CE 2. Ambos devem chegar ao final de um dia com alguma carga restante, mas já abaixo de 20%. Portanto, o ideal seria carregá-los para o dia seguinte.

Resultados do aparelho no teste de uso real (Imagem: Felipe Junqueira/Canaltech)

Lembrando que meu teste de uso real divide entre jogos e redes sociais, principalmente. Mas também inclui navegação na internet e algumas reprodução de vídeos. Tudo isso em um ambiente controlado, com Wi-Fi sempre conectado.

Ou seja, no “mundo real”, talvez o resultado não seja tão bom. Mas também pode ser um pouco melhor, dependendo de fatores como força do sinal de rede móvel, brilho da tela e apps instalados e rodando em segundo plano.

A recarga é menos veloz no OnePlus Nord CE 2 Lite, mas ainda tem boa potência. Os 33 W conseguem preencher o aparelho em aproximadamente uma hora e meia na tomada.

Concorrentes Diretos

O preço do OnePlus Nord CE 2 Lite varia entre R$ 1.500 e R$ 2.000, dependendo de câmbio e local onde você busca. Se for direto em sites chineses, o preço está mais baixo, mas podem ter taxas a pagar quando o dispositivo chegar ao Brasil.

Considerando esta faixa, podemos considerar como seus principais concorrentes o Galaxy A52s, da Samsung; o Moto G71, da Motorola; e o Redmi Note 11 Pro 5G, da Xiaomi. Todos possuem processador, capacidade de carga e câmeras iguais ou equivalentes. Mas todos oferecem tela OLED.

Outra semelhança está na presença do 5G em todos eles. Ou seja, são intermediários mais próximos de modelos premium do que de entrada. Principalmente ao oferecer desempenho bastante potente.

O Galaxy A52s 5G pode ser encontrado na faixa de R$ 1.700 e é, talvez, o melhor em qualidade fotográfica aqui. Porém, tem menos bateria, com 4.500 mAh de capacidade, além de uma interface um pouco menos econômica que os concorrentes.

Nord CE 2 Lite tem conjunto equilibrado, e principal desvantagem está no painel da tela (Imagem: Ivo Meneghel Jr/Canaltech)

O Moto G71, por sua vez, tem na interface mais limpa seu principal ponto de vantagem. A Motorola é uma das empresas que conseguem entregar desempenho mais fluido e melhor eficiência energética. Mas peca muito na qualidade das fotografias. O aparelho fica na casa de R$ 1.800.

Por fim, o modelo da Xiaomi é mais equilibrado em todos os aspectos, mas eu o considero um pouco abaixo dos dois concorrentes. Suas câmeras são melhores que as do Moto G71, mas não superam as do Galaxy A52s. Já sua interface é um pouco mais fluida e eficiente que a da Samsung, mas não compete com a da Motorola.

A vantagem é que ele também pode ser importado a preço melhor do que o encontrado já no Brasil. Por aqui, importadores cobram cerca de R$ 1.900 no aparelho. Em varejistas chineses que enviam para cá, ele fica menos de R$ 1.400. Em ambos os casos, você fica sem a garantia de um ano.

OnePlus Nord CE 2 Lite: vale a pena?

O OnePlus Nord CE 2 Lite segue a proposta do Nord CE 2: é um celular simples, com experiência razoável a preço mais baixo. Ele não entrega muito menos que seu “irmão” em nenhum aspecto, mas é bom você ter em mente que vai ter desvantagens em todos os tópicos.

A tela é, a meu ver, seu maior problema. O painel IPS LCD, apesar de ser bem calibrado, tem brilho baixo para usar na rua. E afeta a eficiência energética, o que aliado ao tamanho maior do display, resulta em tempo de uso menor, apesar da capacidade maior.

Em câmeras e desempenho, o modelo Lite é um pouco inferior ao OnePlus Nord CE 2, mas não fica muito atrás. Verdade que o Snapdragon 695 é um pouco mais fraco em capacidade gráfica, mas isso não chega a afetar tanto a experiência do usuário.

Já nas câmeras, a maior desvantagem está na ausência de um sensor ultrawide. Mas, considerando que as fotos de campo de visão mais amplo raramente repetem a qualidade da principal, não vejo como uma perda tão importante. Mas achei os resultados inferiores, especialmente em relação ao HDR.

Por que escolher o OnePlus Nord CE 2 Lite em vez do modelo, em teoria, mais avançado? Acredito que se você não faz questão da melhor tela e nem das melhores câmeras, não vai sentir uma grande diferença em desempenho e mesmo no tempo de uso. Ou seja, pode compensar economizar um pouco no Lite.