Intel demite responsável por processadores de 7nm e anuncia mudanças no setor

Por Wagner Wakka | 28 de Julho de 2020 às 12h13
Divulgação/Intel
Tudo sobre

Intel

Saiba tudo sobre Intel

Ver mais

A Intel anunciou a saída de um dos mais importantes líderes do seu time. Dr. Venkata Renduchintala, conhecido como Murphy, vai deixar a empresa em 3 de agosto. O executivo era o chefe da divisão de desenvolvimento da nova tecnologia de processadores de 7 nm, que foram adiados novamente na semana passada. Drª. Ann Kelleher é quem assumirá o setor.

A Intel não revelou o motivo da saída de Renduchintala, mas anunciou mudanças profundas no setor que ele comandava, o Technology, Systems Architecture and Client Group (TSCG). Esse braço da companhia foi dividido em cinco diferentes setores, sendo que todos os líderes vão responder diretamente ao CEO Bob Swan.

Renduchintala foi trazido da Qualcomm para a Intel em 2016 exatamente para levar adiante o desenvolvimento de processadores da empresa. Nos últimos anos, a companhia patina com o avanço para a litografia de 7 nm, que já é dominada pela AMD há algum tempo. No último dia 24 de julho, a empresa informou que os chips de 7 nm não chegarão antes de 2022. A previsão original era de março deste ano.

A responsabilidade agora fica com Kelleher, que vai liderar o setor de desenvolvimento de tecnologias. Ela ganhou destaque dentro da companhia liderando o setor de fabricação e precisou enfrentar questões de demanda por conta da pandemia, sendo responsável por toda a cadeia de fabricação mundial da Intel. Ela está na empresa desde 1996.

A mudança também pode ser uma resposta à queda de 14% nas ações da companhia após o anúncio do novo adiamento. A Intel ainda planeja para este ano a 11ª geração, Tiger Lake, de processadores para notebooks e a 12ª geração, Alder Lake, para desktops.

Fonte: Intel (1) (2)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.