Startup Onii cria loja automatizada para condomínios dentro de Kombis

Startup Onii cria loja automatizada para condomínios dentro de Kombis

Por Márcio Padrão | Editado por Claudio Yuge | 01 de Julho de 2021 às 23h20
Divulgação/Onii

O conceito de loja autônoma — em que não há funcionários e os clientes fazem todo o processo de suas compras usando tecnologia — é conhecido lá fora na rede Amazon Go, mas ainda é pouco usado no Brasil. A Onii, startup de São Carlos (SP), aposta tanto nisso que adotou uma velha conhecida do público para abrigar sua experiência de comércio automatizado: uma Kombi.

As lojas autônomas da Onii funcionam como pontos de conveniência em condomínios e conjuntos empresariais. Vão desde refrigeradores e armários — como as populares vending machines — até em unidades fixas de até 20 metros quadrados. Agora, o plano é dar mais mobilidade ao conceito colocando-o em um carro. Segundo a empresa, a Kombi foi escolhida por ser um veículo "clássico, carregado de história e fisicamente compatível com a ideia".

A energia que alimenta os freezers e equipamentos da KombOnii — como a empresa chama a novidade — virão de painéis solares da companhia Dinâmica Energia Solar. Já as portas do veículo também foram mudadas: saíram as corrediças e foram instaladas entradas em estilo asa de gaivota, para facilitar o acesso aos produtos e "conferir estilo próprio", diz a Onii.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Imagem: Divulgação/Onii

Para comprar, o usuário baixa o aplicativo da Onii (iOS, Android) e faz um cadastro com cartão de crédito. Depois escaneia um QR Code específico da loja pertencente ao condomínio ou empresa. O app também escaneia os códigos de barras para saber o preço de cada produto. O pagamento é feito na plataforma, e daí é só levar suas compras.

Por enquanto a KombOnii está funcionando apenas no estado de São Paulo. “Já temos planos de permitir o aluguel temporário para festivais, treinamentos e outros eventos no pós-pandemia”, afirma o CEO, Victor Azouri Bermudes.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.