SpaceX é avaliada em US$ 100 bi e se torna a 2º empresa privada mais valiosa

SpaceX é avaliada em US$ 100 bi e se torna a 2º empresa privada mais valiosa

Por Danielle Cassita | Editado por Patrícia Gnipper | 27 de Outubro de 2021 às 11h00
Wikimedia Commons

Após uma venda compartilhada de ações de investidores internos por US$ 560 cada, a SpaceX, empresa fundada por Elon Musk, acaba de ser avaliada em mais de US$ 100 bilhões. As informações, contudo, vêm de fontes anônimas, já que os detalhes das transações financeiras da companhia são privados. Com isso, a SpaceX se tornou a segunda empresa privada mais valorizada no mundo, perdendo apenas para a chinesa Bytedance, proprietária do TikTok.

A subida ocorreu devido a um acordo da SpaceX com investidores novos e já existentes, para vender até US$ 755 milhões em ações internas por um valor aproximadamente 33% maior que aquele da última avaliação da SpaceX, em que a empresa chegou a US$ 74 bilhões após vender cada ação por US$ 419,99, durante o mês de fevereiro. Com isso, a SpaceX pode ser considerada um “centicórnio” ou “hectocórnio” raríssimo, por chegar a 100 vezes o valor de um unicórnio de US$ 1 bilhão.

A subida do valor ocorre após a SpaceX obter fundos para projetos ambiciosos, como o Starship (Imagem: Reprodução/SpaceX)

A escalada na valorização da empresa acontece após oito meses agitados — em menos de um ano, a SpaceX lançou a missão Crew-2, a segunda missão tripulada operacional com destino à Estação Espacial Internacional (ISS), sendo que a terceira deverá ser lançada neste fim de semana. Além disso, aconteceu ainda a missão Inspiration4, que levou quatro civis para uma viagem de três dias na órbita da Terra, a bordo da cápsula Crew Dragon.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Ainda, a SpaceX foi escolhida pela NASA para criar o lander lunar que será usado no programa Artemis, o qual levará astronautas novamente à superfície da Lua — apesar disso, o desenvolvimento do lander está suspenso devido a disputas jurídicas em andamento. Em paralelo, a SpaceX continua desenvolvendo o veículo Starship e segue também expandindo sua constelação de satélites Starlink.

Fonte: Space.com, CNBC

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.