SAIU O RESULTADO DO SORTEIO DO PRÊMIO CANALTECH!CONFERIR
Publicidade

OpenAI quer mais dinheiro da Microsoft para criar super IA

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 14 de Novembro de 2023 às 11h46

Link copiado!

OpenAI
OpenAI

O CEO da OpenAI, Sam Altman, revelou que o próximo passo da empresa é o desenvolvimento de uma inteligência geral artificial (AGI), uma "super IA" que será tão inteligente quanto os seres humanos. Para realizar esses e outros objetivos com tecnologias de IA, a dona do ChatGPT entrou em negociações com a Microsoft para obter mais investimento da Big Tech.

Altman revelou os planos da empresa em uma entrevista para o Financial Times, na qual comentou também sobre os altos custos na criação de modelos de IA e o que esperar do GPT-5.

Investimentos da Microsoft

Continua após a publicidade

A OpenAI tem uma parceria multibilionária com a Gigante de Redmond. O primeiro acordo entre as empresas foi fechado em 2019, quando a Microsoft investiu US$ 1 bilhão na então emergente startup. No ano seguinte, a Big Tech garantiu a licença exclusiva da tecnologia GPT-3 para aplicar em seus produtos e serviços.

A partir de novembro de 2022, com o lançamento do ChatGPT, a OpenAI teve rápida ascensão e alcançou uma avaliação na casa dos US$ 29 bilhões.

Em janeiro de 2023, a Microsoft confirmou uma terceira fase de investimentos multibilionários na empresa para os próximos anos, incluindo o desenvolvimento de sistemas de supercomputadores especializados.

Continua após a publicidade

Na entrevista ao Financial Times, Altman contou que a OpenAI ainda não é lucrativa devido aos custos altos no processamento dos modelos de IA. Para sustentar esses custos e desenvolver novas tecnologias, a empresa espera aumentar os investimentos da Microsoft.

Novos projetos de IA

Entre as propostas do executivo está a criação de uma inteligência geral artificial (AGI), vista como um passo fundamental na trajetória da empresa. Altman informou que pesquisa sobre a construção da superinteligência e o poder computacional necessário para alcançar esse objetivo.

De acordo com o líder da OpenAI, o maior desafio da AGI será lidar com fundamentos de compreensão, algo ainda não alcançado nos modelos de IA da atualidade.

Continua após a publicidade

Na entrevista, o CEO foi questionado sobre o GPT-5, mas não revelou um cronograma de lançamento sobre o próximo modelo de linguagem. Altman disse que ainda não sabe o que a próxima versão será capaz de fazer que o GPT-4 não faz.

O executivo comentou também sobre a expansão dos serviços, como a oferta de APIs e a recém-anunciada ferramenta GPTs para a criação de chatbots personalizados, que visa diversificar a atuação da empresa. Para Altman, as soluções da OpenAI têm como objetivo criar uma “inteligência mágica no céu” que beneficia a humanidade.

Fonte: Financial Times