GPU extremamente rápida baseada em Pascal é um dos destaques de evento da NVIDIA

Por Redação | 07 de Maio de 2016 às 01h36

Aos 45 do segundo tempo desta última sexta-feira (6) – precisamente às 22h no horário de Brasília – a NVIDIA transmitiu ao vivo pelo seu canal oficial no Twitch um evento para anunciar lançamentos incríveis, que foram mantidos em sigilo até o início da transmissão. Nós acompanhamos o evento e trazemos aqui todas as novidades quentinhas para você!

Já era sabido que a fabricante de placas de vídeo estava desenvolvendo dois novos modelos baseados em arquitetura Pascal, e agora eles foram devidamente apresentados: são a GeForce GTX 1080 e a GeForce GTX 1070, que abrem as portas para uma nova geração de GPUs para computadores, surgindo em um momento estratégico em que os processadores gráficos 3D já estão atingindo seus limites de capacidade para os novos equipamentos de realidade virtual.

evento NVIDIA

O CEO da NVIDIA, Jen-Hsun Huang, apresentando a nova GTX 1080 (Reprodução: Engadget)

A primeira GPU baseada em Pascal da companhia foi a P100, voltada para a computação de deep learning, com capacidade de processamento bastante superior às placas da geração anterior, disponíveis no mercado desde 2012. Com a nova geração de processadores gráficos para PCs, a NVIDIA agora conseguirá seguir a Lei de Moore criando chipsets ainda mais rápidos, de tamanho menor e possivelmente mais baratos. “É a arquitetura mais eficiente e avançada que nós já criamos”, disse Jen-Hsun Huang, CEO da companhia, durante a apresentação ao vivo.

A GTX 1080 é ainda mais rápida do que a já poderosa Titan X, lançada no ano passado. “É uma quantidade quase irresponsável de potência”, brincou Huang, que também revelou que suas novas placas são capazes de projetar imagens em até 16 displays simultaneamente – o que foi chamado de “simultaneous multi-projection”, ou “multi-projeções simultâneas”, em português.

NVIDIA GeForce GTX-1080

A GeForce GTX 1080 (Reprodução: NVIDIA)

Confira as especificações da NVIDIA GeForce GTX 1080:

  • CUDA Cores: 2560
  • Clock Base: 1.607 MHz
  • Clock Boost: 1.733 MHz
  • Poder computacional: 9 TFLOPs
  • Memória: 8 GB GDDR5X
  • Velocidade da memória: 10 Gbps
  • Interface da memória: 256-bit
  • Largura de banda da memória: 320 GB/s
  • Tecnologia: Multi-Projection, VR Ready, NVIDIA Ansel, NVIDIA SLI Ready, NVIDIA G-SYNC Ready, NVIDIA GameStream Ready, NVIDIA GPU Boost 3.0, DirectX 12, Vulkan, OpenGL 4.5
  • Resolução máxima: 7680x4320 pixels @ 60 Hz
  • Temperatura máxima de funcionamento: 94°C
  • Consumo de Energia: 180 watts
  • Fonte recomendada: 500 watts
  • Sistema: Windows 7, Windows 8, Windows 10, Linux, FreeBSDx86
  • Displays: DP 1.4, HDMI 2.0b, DL-DVI
  • Dimensões (C x A x E): 26,67 x 11,11 x 2-slots

Fotografando games como nunca antes foi possível

Outra novidade para os gamers apresentada no evento foi a Ansel, uma câmera fotográfica “in-game” que leva o screenshot a outro nível. “A tecnologia de videogames evoluiu imensamente. É uma forma de arte”, disse Huang, ao apresentar seu primeiro sistema fotográfico dentro de jogos.

evento NVIDIA

(Reprodução: Twitch/NVIDIA)

A câmera virtual para games é capaz de fotografar qualquer parte do cenário, permitindo renderizar imagens com uma resolução até 32 vezes maior do que as opções já existentes. Ah, e a Ansel também consegue registrar imagens em 360º e é capaz de editar e manipular a imagem registrada antes de salvá-la. O usuário também pode escolher tirar fotos em 2D, se preferir.

A Ansel estará disponível para jogos como The Division, The Witness, The Witcher III, Paragon, No Man's Sky e Unreal Tournament.

Sons em terceira dimensão para realidade virtual

A NVIDIA também apresentou o VRWorks Audio, mecanismo de áudio real-time para realidade virtual criado para que desenvolvedores de VR consigam criar uma experiência ainda mais realista. Jen-Hsun Huang explicou que o mecanismo de áudio 3D trabalha em conjunto com os de vídeo, fazendo com que o som reproduzido seja ainda mais fiel à imagem que é exibida na VR. “Quando você anda em um corredor, o som será o de um corredor. Quando você entrar em um estádio, o som será o de um estádio”, explicou.

evento NVIDIA

(Reprodução: Twitch/NVIDIA)

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.