Nvidia lança Tesla P100, chip com 15 bilhões de transistores

Por Redação | 05.04.2016 às 20:45
photo_camera Reprodução/Venture Beat

Foi anunciado hoje (5), pelo CEO da Nvidia, Jen-Hsun Huang, que a empresa criou um novo chip chamado Tesla P100, voltado à computação de deep learning. A novidade é que o chip impressiona pelos 15 bilhões de transistores nativos.

O produto foi criado de olho no mercado de deep learning, segmento no qual a Nvidia está crescendo cada vez mais, graças ao grande volume de vendas dos chips Tesla M4 e Tesla M40. Huang também contou na conferência GPUTech, em San José, na Califórnia, que o novo chip já está em produção, e que deve entrar no mercado até o começo do ano que vem.

Para Patrick Moorhead, da empresa de análise de mercado Moor Insights & Strategy, a Nvidia está arriscando muito com o novo chip, que é bem diferente de tudo o que a empresa já fez.

Os 15 bilhões de transistores do Tesla P100 conferem ao chip três vezes mais capacidade de processar gráficos do que a maioria dos chips disponíveis atualmente no mercado. Ele também roda em 21,1 teraflops.

Com este novo lançamento, o foco da empresa coreana são as grandes empresas de computadores, como a IBM, HPE e Dell, assim como centros de dados de nuvem e inteligência artificial e institutos de pesquisa chave. Para Moorhead, se a Nvidia for aprovada por essas empresas com este novo chip, os resultados de mercado serão extremamente positivos para a companhia no segundo semestre de 2016 e primeiro semestre de 2017.

Nas palavras do CEO, o deep learning se tornou uma nova plataforma computacional, e a Nvidia está trabalhando com centenas de startups que planejam utilizar a plataforma. "Nossa estratégia é acelerar o deep learning em todos os lugares", disse Huang.

Via Venture Beat