Publicidade

Dona do Google agora vale US$ 2 trilhões

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 29 de Abril de 2024 às 09h15

Link copiado!

Gregory Varnum/Wikimedia Commons
Gregory Varnum/Wikimedia Commons
Tudo sobre Google

Depois de outros titãs do mercado de tecnologia, agora é a vez do Google entrar no clube das empresas que valem US$ 2 trilhões. A marca foi alcançada pela Alphabet, controladora da Gigante das Buscas, ao longo da última sexta-feira (26) e após novas apostas em inteligência artificial (IA).

Dona do Google vale US$ 2 trilhões

A conquista aconteceu alguns anos depois que a dona do Google esbarrou na marca de US$ 2 trilhões brevemente em novembro de 2021. Dessa vez, a empresa não só alcançou esse valor no mercado de ações como permaneceu dessa forma até o fechamento da bolsa.

Continua após a publicidade

O resultado, que veio um dia após a divulgação do pagamento de dividendos, é fruto dos últimos arranjos e investimentos da empresa. Entre os produtos e serviços, estão as apostas em inteligência artificial, mais propriamente com o Gemini, o modelo de linguagem que veio ao mundo no final de 2023 para concorrer com a OpenAI e Microsoft.

A empresa também se destaca em outras frentes, como o mercado de buscas e em ferramentas de produtividade, como o Workspace. No universo mobile, o Google é responsável pelo Android, um dos maiores sistemas operacionais para celulares e tablets do mundo.

Contudo, a Alphabet não é feita apenas pelo Google. A holding possui outras empresas, como a Waymo, que desenvolve tecnologias para carros autônomos. 

O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Clube dos US$ 2 trilhões

Apesar de ser uma quantia inimaginável, o Google não é a primeira empresa a bater o valor de mercado de US$ 2 trilhões. Em 2020, por exemplo, foi a vez da Apple, que chegou a alcançar os US$ 3 trilhões em 2022. A Microsoft, em 2021, também ficou conhecida por ser a terceira empresa a valer US$ 2 trilhões.

Com o valor de sexta-feira (26), o Alphabet se concentra como uma das empresas mais valiosas do mundo, junto com Microsoft (US$ 3 trilhões), Apple (US$ 2,6 trilhões), da fabricante de chips Nvidia (US$ 2,2 trilhões), Amazon (US$ 1,8 trilhão) e Meta (US$ 1,1 trilhão).