Como cancelar um Pix

Como cancelar um Pix

Por Caio Carvalho | Editado por Bruno Salutes | 26 de Abril de 2022 às 22h00
David Dvoracek/Unsplash. Montagem: Canaltech

O Pix caiu no gosto dos brasileiros. Não apenas pela facilidade de uso, como também na rapidez para receber ou transferir dinheiro em questão de segundos. Mas às vezes pode surgir uma dúvida: tem como cancelar um Pix? E se sim, como receber ou devolver os valores?

Erros ou acidentes podem acontecer com o sistema de pagamentos criado pelo Banco Central. Entretanto, o cancelamento de um Pix é um assunto pouco aberto para discussão. Descubra a seguir se é possível cancelar um Pix e o que fazer caso você queira desfazer uma transferência.

Tem como cancelar um Pix?

A resposta curta é: depende.

As transações feitas através do Pix acontecem praticamente de forma instantânea. Segundo o Banco Central, leva no máximo 10 segundos para o valor sair da conta de quem paga para ser depositado na conta de quem recebe.

Ou seja, levando ao pé da letra, não dá para cancelar um Pix depois que a transferência é confirmada pelo pagador. O próprio Banco Central afirma que a única maneira de cancelar um Pix é antes de enviar o dinheiro. Daí a importância de checar cada informação — número da agência, conta corrente, chave Pix, nome do recebedor — antes de concluir o procedimento.

Como cancelar um Pix: transferências confirmadas não podem ser desfeitas (Imagem: Caio Carvalho/Canaltech)

Se não posso cancelar um Pix, o que eu faço?

De acordo com o Banco Central, a primeira coisa a se fazer para tentar cancelar um Pix, se você for o pagador, é entrar em contato com quem recebeu a transferência e solicitar que a pessoa devolva o valor transferido. Inclusive, todos os bancos que oferecem suporte ao Pix possuem um botão de reembolso para facilitar que o recebedor devolva o valor de um Pix.

A questão é que a devolução de um Pix feito errado ou por acidente vai depender principalmente da boa vontade da outra pessoa. Como explicado mais acima, não é possível cancelar um Pix após a transferência ser confirmada pelo pagador. Portanto, mesmo que o dinheiro tenha ido para uma conta desconhecida, o Banco Central entende que o pagamento não foi ilegal.

Posso pedir reembolso no banco?

Os bancos que usam Pix permitem que os clientes entrem em contato para verificar se alguma ação extra pode ser feita na tentativa de cancelar um Pix. Contudo, isso não é garantia que o valor será recuperado.

Fui vítima de golpe no Pix. Posso recuperar o dinheiro?

Entre as poucas exceções para cancelar um Pix estão casos de fraude, em que o usuário não reconhece o Pix em seu nome. Ou ainda, se o cliente foi vítima de um roubo ou assalto, por exemplo, e se viu obrigado a fazer transferências via Pix.

Entretanto, vale ressaltar que não há garantias que o banco fará a devolução dos valores. Cada caso é um caso, e as instituições financeiras costumam fazer análises detalhadas que podem levar semanas, ou até meses, até chegar a uma conclusão. Além disso, cada banco tem um protocolo diferente para solicitação de reembolso.

Recebi um Pix por engano. E agora?

Nesse cenário, as coisas são mais simples. Se você recebeu uma transferência desconhecida e quer cancelar um Pix, basta você mesmo fazer a devolução para o pagador. Acesse o aplicativo do seu banco e verifique na área destinada ao Pix a opção para devolver o valor depositado anteriormente.

Pix é sistema de pagamentos do Banco Central (Imagem: André Magalhães/Canaltech)

Resumindo: vale atenção e bom senso

Como não tem como cancelar um Pix, o que vale no final das contas são a atenção na hora de confirmar os dados de uma transferência e o bom senso de quem está recebendo o depósito. Se um Pix for feito por engano e você conhecer a pessoa, fica mais fácil. O difícil é se o dinheiro ir para alguém desconhecido e você não conseguir entrar em contato para reaver os valores.

Por isso, fica aqui a sugestão: verifique mais de uma vez os dados antes de completar qualquer Pix, mesmo se o contato já estiver salvo no aplicativo do seu banco. Além de evitar possíveis transtornos, você saberá que o dinheiro foi para o lugar certo.

Fonte: Banco Central (1, 2)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.