Bill Gates deixa o conselho da Microsoft para se dedicar à filantropia

Por Alberto Rocha | 14 de Março de 2020 às 11h30
Tudo sobre

Bill Gates

Saiba tudo sobre Bill Gates

Doze anos após deixar o comando da Microsoft para se dedicar a atividades da caridade e ficar apenas no conselho de diretores da companhia, Bill Gates anunciou, na última sexta-feira (13), que está se retirando totalmente da função.

Dessa forma, o bilionário e cofundador da companhia não terá mais um vínculo formal com a mesma e passa a ser um consultor de tecnologia para Satya Nadella, atual presidente-executivo, e demais lideranças da Microsoft.

"A Microsoft continuará se beneficiando da paixão e conselhos técnicos contínuos de Bill para impulsionar nossos produtos e serviços. Sou grato pela amizade de Bill e espero continuar trabalhando ao lado dele para cumprir nossa missão de capacitar todas as pessoas e todas as organizações do planeta para que possam ir além", revela Satya Nadella, em comunicado por escrito.

Vale ressaltar que Bill Gates também deixou o conselho da Berkshire Hathaway, empresa que faz parte da holding da Microsoft.

Bill Gates em luta contra o Coronavírus

Com 65 anos, Gates segue como um dos homens mais ricos do mundo, atrás somente de Jeff Bezos, fundador da Amazon, e promete se dedicar ainda mais às causas filantrópicas, como a cura de doenças.

Recentemente, por exemplo, a fundação do bilionário e de sua esposa, Melinda Gates, distribuíram testes caseiros para o novo Coronavírus (SARS-CoV-2), em Seattle, epicentro da epidemia nos Estados Unidos. Além disso, em janeiro desse ano, o casal doou US$10 milhões para fundos de emergência ao combate da doença.

Fonte: BBC  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.