Steve Wozniak: produtos revolucionários 'não acontecem todos os anos'

Por Redação | 29 de Agosto de 2013 às 12h30

Steve Wozniak, cofundador da Apple, concedeu recentemente uma entrevista à BBC e comentou sobre assuntos como a estratégia empresarial da Apple e das suas concorrentes, Microsoft e Samsung. Woz apoiou o atual CEO da Apple, Tim Cook, afirmando que "Steve Jobs (...) escolheu Tim Cook para estar nessa função, nesta posição" e afirmou que a empresa se manteve "ágil e inovadora" ao longo dos últimos anos.

"Steve Jobs tinha sentimentos muito fortes sobre o que faz uma empresa ser grande, o que torna os produtos grandes também. Ele mais ou menos escolheu Tim Cook para estar nessa função, nesta posição", explicou Wozniak. Ele ainda afirmou que aqueles que criticam a Apple por não ter apresentado constantemente produtos revolucionários precisam entender que "grandes avanços para a humanidade não acontecem todos os anos".

Ecoando algumas observações feitas por Jobs ao longo de sua vida, Steve Wozniak disse que a Microsoft tem "descansado" sobre os mercados que construiu "há muito, muito tempo", provavelmente referindo-se aos mercados Windows e de servidores. Ele ainda acrescentou que não achava que o reinado de Steve Ballmer como CEO, que anunciou sua aposentadoria na última semana, tinha sido tão significativo quanto o de Bill Gates.

A Samsung se tornou uma das principais concorrentes da Apple no mercado móvel nos últimos anos, e quando o assunto é a empresa sul-coreana, Woz afirma que a Apple possui produtos e tecnologias excelentes, mas que tem dificuldades em superar a Samsung especialmente em mercados emergentes.

"A Samsung tinha grande destreza de marketing", disse. "Eles também tinham canais de distribuição em tantos lugares do mundo que a Apple não estava, porque a Apple mais ou menos cresceu com o Macintosh, que tinha uma cota muito baixa no mercado mundial. Nós estamos indo contra pessoas que já têm essas conexões, as estratégias de negócios, as metodologias de negócios dessas outras partes do mundo. Vai ser uma luta para a Apple e uma luta digna".

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.