Publicidade

Tempo deve melhorar no RS nas próximas semanas

Por| Editado por Luciana Zaramela | 27 de Maio de 2024 às 13h42

Link copiado!

Gustavo Mansur/ Palácio Piratini/Flickr
Gustavo Mansur/ Palácio Piratini/Flickr

A situação crítica do Rio Grande do Sul, provocada pelas fortes chuvas e enchentes, está prestes a completar um mês. Em muitas cidades, como Porto Alegre, as inundações ainda não acabaram, mas há sinais de mudança positiva na realidade gaúcha, com base nas últimas previsões meteorológicas para esta semana. Isso ocorre apesar do ciclone extratropical

Nesta semana, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) não emitiu nenhum alerta vermelho de “grande perigo” para o Sul do Brasil, relacionado com acumulados de chuvas.

Nos próximos dias, alguns pontos do Rio Grande do Sul ainda serão afetados por chuvas intensas ou ventos costeiros, com níveis de periculosidade laranja ou amarelo. Entretanto, na última semana, parte do estado estava sob alerta vermelho do Inmet, algo que não é mais observado.

Continua após a publicidade

Previsão meteorológica do RS

Segundo a previsão da empresa de meteorologia MetSul, nesta segunda-feira (27) e na terça (28), ainda deve chover. Mas, a partir de quarta (29), o tempo começará a melhorar, com a redução no nível de precipitações. 

“A segunda metade da semana terá predomínio do tempo firme com sol e nuvens, apesar de ocorrer momentos de maior nebulosidade por nevoeiro e cobertura de nuvens baixas”, detalha a previsão.

O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Ciclone extratropical no Sul do Brasil

Em paralelo, há a formação de um ciclone extratropical no Oceano Atlântico que deve, sm, impactar o estado do Rio Grande do Sul até quarta. Entretanto, a expectativa é que o impacto não seja tão severo quanto o ciclone observado em julho do ano passado — que causou 16 mortes

Esta previsão envolve o fato de que, segundo os meteorologistas, “o vento mais extremo e a chuva com volumes maiores vão ocorrer sobre o mar”. Dessa forma, o impacto projetado para o continente será menor.

Tendência de baixa no Guaíba

Continua após a publicidade

Com a chuva do começo dessa semana e o impacto do ciclone, alguma elevação do nível dos rios será observada, mas, novamente, a previsão é que esse repique da cheia seja modesto para a maioria das bacias hidrográficas do estado. 

No caso do lago Guaíba conectado com Porto Alegre, a tendência é que o nível de água continue a baixar dos atuais 3,26 m, como foi observado na madrugada desta segunda. No entanto, é possível que o movimento de queda oscile, dependendo da intensidade das chuvas, dentro do previsto.

“Entre quarta e sexta [31] se espera vento do quadrante Sul na Lagoa dos Patos, que gera represamento com redução da baixa ou uma elevação temporária [no Guaíba], mas o vento não será forte como na última sexta-feira [24] de forma a causar uma acentuada alta”, completa a MetSul.

Fonte: Inmet e MetSul