Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

O que acontece se a população mundial diminuir?

Por| Editado por Luciana Zaramela | 26 de Dezembro de 2023 às 09h12

Link copiado!

Timon Studler/Unsplash
Timon Studler/Unsplash

Há pouco mais de um ano, o mundo se preparava para chegar à marca de 8 bilhões de pessoas. No entanto, a Organização das Nações Unidas (ONU) alertou que o ritmo de crescimento da população global está mais lento desde 1950. A previsão é que 61 países devem passar por uma redução populacional de 1% ou mais até 2050. Mas o que acontece se o número de habitantes do mundo diminuir?

No início deste ano, o instituto governamental National Bureau of Statistics revelou que a população da China diminuiu pela primeira vez desde 1961. A taxa de mortalidade aumentou de 7,18 a cada mil habitantes para 7,37. Enquanto isso, a taxa de natalidade, o índice caiu de 7,52 nascimentos a cada mil pessoas para 6,77.

É particularmente importante analisar essa situação da China porque seus habitantes representam aproximadamente 17,6% da população mundial.

Continua após a publicidade

Redução da população mundial

As populações podem crescer ou diminuir por muitas razões, como migração, avanços médicos e doenças que afetam a mortalidade, mas uma das mais importantes é a taxa de fertilidade global. Atualmente, enfrentamos diversos desafios que impactam a fertilidade, como a poluição

A edição de 2022 do World Population Prospects (um relatório anual de estimativas e projeções populacionais da ONU) revelou que 66% dos humanos vivem em uma área onde a fertilidade ao longo da vida é inferior a 2 nascimentos por família, ou seja:  abaixo da chamada fertilidade de reposição — teoria em que duas pessoas devem ter dois filhos para substituí-las. 

Continua após a publicidade

As consequências da queda das taxas de fertilidade, combinadas com o aumento da expectativa de vida , podem não só levar ao declínio da população, mas também ao envelhecimento. Algumas consequências previstas envolvem um aumento da procura nos sistemas de saúde e um impacto econômico. 

A própria ONU chegou a apontar que os países devem tomar medidas para adaptar os programas públicos ao número crescente de pessoas idosas. Outra preocupação dos especialistas acerca da redução na população mundial é a suposta estagnação do conhecimento e dos padrões de vida.

O declínio da população é bom?

Em contrapartida, pesquisadores também ressaltam pontos positivos do declínio na população global, como aumento na educação e mais oportunidades profissionais. Também pode ser uma oportunidade para conter impactos causados pelos humanos, como as mudanças climáticas. Dito isso, a recomendação é que em vez de tentar combater essa redução populacional, o melhor a fazer é se adaptar.

Continua após a publicidade

Fonte: Earth 4 All, ONU,  World Population Prospects