Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Nova espécie de lesma-do-mar é transparente e brilhante

Por| Editado por Luciana Zaramela | 04 de Março de 2024 às 14h35

Link copiado!

Turani et al./Zoosystematics and Evolution
Turani et al./Zoosystematics and Evolution

Em uma pesquisa nas águas britânicas, cientistas descobriram uma nova espécie de lesma-do-mar — mas, apesar de muito bem-vinda à ciência, a descoberta é preocupante, já que ver esse tipo de animal tão ao norte indica uma adaptação forçada às mudanças climáticas, mais uma prova do que o aquecimento tem feito ao mundo.

O achado foi feito pelo Centro de Ciência Aquacultural, Meio Ambiente e Alimentos (Cefas) do Reino Unido em conjunto com a Universidade de Cádiz, que coletaram 14 lesmas-do-mar durante uma pesquisa de rotina na costa sudoeste da Inglaterra e mais uma no Golfo de Cádiz. Mais de 100 espécies de lesma-do-mar vivem nas águas britânicas, mas ainda há espaço para novas, aparentemente.

Nova lesma-do-mar na Inglaterra

Continua após a publicidade

Os cientistas descreveram a nova espécie como tendo cor creme e tons semelhantes à argila, com algumas bolinhas brancas, nomeando-a como Pleurobranchaea britannica. Ela tem apenas entre 2 e 5 centímetros de comprimento e apresenta guelras na lateral direita do corpo, característica que a diferenciou das outras espécies.

As guelras destras fizeram os cientistas pensarem, inicialmente, que fosse uma P. meckeli, parente da nova espécie que normalmente vive na costa do Senegal. Como o animal nunca havia sido visto em águas britânicas, a desconfiança sobre uma nova espécie se instalou e foi confirmada.

Para saber se a criatura era de fato nova à ciência, os espécimes foram levados à equipe alocada na Espanha para análise de DNA e comparação com estruturas de outras espécies conhecidas. Lesmas-do-mar têm cores vivas e são bastante diversas, podendo até absorver características das presas, como reutilizar células ingeridas para fazer fotossíntese ou se tornar tóxicas ao comer presas venenosas.

Continua após a publicidade

Por conta de suas características, as Pleurobranchaea são conhecidas como lesmas-do-mar-de-guelras-laterais. Nenhuma lesma-do-mar britânica tem a anatomia semelhante à de uma folha, como é normal nas espécies deste grupo. Os cientistas sugerem que a nova espécie viva nas águas da Inglaterra, Espanha e até mesmo Portugal.

As únicas outras espécies conhecidas no gênero são a P. meckeli e a P. morosa — a primeira vive na costa do Mar Mediterrâneo, e a segunda, no mar de Senegal, na África. Embora os pesquisadores tenham se empolgado com o achado, eles admitem que as mudanças climáticas são provavelmente responsáveis pela chegada de animais como esse tão ao norte, algo preocupante para o mundo.

Fonte: Zoosystematics and Evolution