Publicidade

Como funciona a energia solar?

Por| Editado por Patricia Gnipper | 03 de Dezembro de 2022 às 18h00

Link copiado!

senivpetro/Freepik
senivpetro/Freepik

Em tempos de mudanças climáticas, a redução do uso de combustíveis fósseis é cada vez mais necessária e utilizar a energia que recebemos do sol é uma alternativa que já vem há décadas sendo considerada. O sol, afinal, é uma fonte de energia limpa e praticamente inesgotável.

Muitos países, como o Brasil e os Estados Unidos, já usam a energia do sol em certa medida. O processo de como funciona a energia solar é simples, embora seu custo ainda seja relativamente elevado para a implementação em larga escala.

Continua após a publicidade

Veja a seguir como a energia solar funciona e como foi o desenvolvimento histórico dessa tecnologia.

A evolução da energia solar

A energia solar fotovoltaica pode parecer algo super moderno, mas suas origens datam do século XIX. O físico francês Alexandre Becquerel descobriu em 1839 o efeito fotovoltaico, fenômeno em que certos materiais geram corrente elétrica quando expostos à luz. Cerca de 50 anos mais tarde, Charles Fritts conseguiu criar uma célula fotovoltaica cuja conversão de luz em energia elétrica era de cerca de 1%.

Albert Einstein, apesar de ser mais conhecido pela sua Teoria Geral da Relatividade, também contribuiu para este processo. Em 1905, Eistein divulgou seus estudos do efeito fotoelétrico, passando a tratar a luz não apenas como uma onda eletromagnética, mas também como partículas chamadas de fótons. Einstein propôs que os fótons, ao atingirem uma placa de metal, liberariam elétrons do material podendo gerar uma corrente elétrica.

Continua após a publicidade

Estes estudos serviram de base para o desenvolvimento da primeira célula capaz de alimentar um equipamento elétrico, culminando na criação das placas solares que conhecemos hoje.

Como funcionam as placas solares

As placas solares fotossensíveis usadas para a produção de energia solar são compostas por materiais semicondutores como o silício. A movimentação dos elétrons causada pela absorção de energia solar gera uma corrente elétrica contínua.

Continua após a publicidade

Essa corrente, porém, não é do mesmo tipo que a utilizada nos aparelhos domésticos. Ela passa, então, por um aparelho chamado inversor solar, que a transforma em corrente alternada.
Dessa forma, a energia elétrica pode ser transmitida, utilizada ou armazenada. Em um sistema residencial, por exemplo, ela é enviada para o quadro de força de onde vai ser distribuída para os equipamentos elétricos de sua casa.

A energia produzida é suficiente para abastecer a casa ou empresa durante todo o dia e o excedente pode ser injetado na rede elétrica convencional. Esta energia vira créditos que o consumidor pode utilizar quando consumir a energia fornecida por sua distribuidora local.