Apple doa dinheiro para preservar a Amazônia após queimadas

Por Nathan Vieira | 26 de Agosto de 2019 às 22h10
Greenpeace
Tudo sobre

Apple

Saiba tudo sobre Apple

Ver mais

Na última semana, um assunto que tem verdadeiramente tomado conta das redes sociais é a queimada na floresta amazônica, chegando até aos trending topics mundiais. Não se trata de um problema recente, necessariamente. No entanto, a situação tomou fôlego quando o céu de São Paulo ficou escuro em plena tarde, assustando a população, com as nuvens escuras sendo consequência do que está acontecendo na Amazônia. Desde então, as redes sociais estão cheias de pessoas compartilhando mensagens com a hashtag #prayforamazon, não só no Brasil, mas no mundo todo, incluindo diversas celebridades e figuras políticas. E nesta segunda-feira (26), quem se manifestou sobre o ocorrido foi ninguém menos que Tim Cook, o CEO da Apple.

Cook utilizou a sua conta oficial do Twitter para anunciar doações direcionadas à preservação da Amazônia: "É devastador ver os incêndios e a destruição devastando a floresta amazônica, um dos ecossistemas mais importantes do mundo. A Apple doará para ajudar a preservar sua biodiversidade e restaurar a floresta indispensável da Amazônia em toda a América Latina", escreveu.

O CEO da Maçã não anunciou exatamente qual será a quantia a ser doada. No entanto, essa não é a primeira vez em que a Apple se dispõe a doar a causas ambientais: no ano passado, por exemplo, a empresa ofereceu cerca de US$ 1 milhão (o equivalente a R$ 4,15 milhões) para organizações por causa do incêndio de Woolsey, no sul da Califórnia.

E por falar em doação, uma nova fundação ambiental criada pelo ator Leonardo DiCaprio chamada Earth Aliance destinou US$ 5 milhões (equivalente a R$ 20 milhões) para os esforços de combate aos incêndios da Amazônia. O ator utilizou o seu perfil do Instagram para fazer o anúncio. "A maior floresta tropical do mundo é uma parte crítica da solução climática global. Sem a Amazônia, não podemos manter o aquecimento da Terra sob controle”, escreveu na publicação. Várias personalidades brasileiras comentaram a publicação, como a atriz Leandra Leal, que escreveu "Obrigada" e o ator Bruno Gissoni, que escreveu "Socorro!".

Queimadas na floresta amazônica (Foto: Greenpeace)

Quanto às queimadas na floresta amazônica, é válido lembrar que as regiões de Rondônia e do Acre, falando apenas daqui do Brasil, são as mais afetadas. O ocorrido tomou proporções tão grandes que chamou a atenção até da NASA, que registrou toda a fumaça por meio de satélite e divulgou a imagem, onde pdoemos ver claramente o que são nuvens, e o que é fumaça. A agência espacial também mostrou uma animação onde podemos acompanhar a distribuição do monóxido de carbono na atmosfera, como conseqência das queimadas amazônicas no mês de agosto.

Fonte: Twitter via MacRummors

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.