Publicidade

Alpinistas fazem incrível filmagem do topo do Monte Everest em 360º

Por| Editado por Luciana Zaramela | 05 de Fevereiro de 2024 às 18h24

Link copiado!

westend61/envato
westend61/envato

Você já deve ter visto o Monte Everest, incluindo seu topo, em documentários, filmes e vídeos da internet, mas é bem improvável que tenha visto o pico mais famoso do mundo dessa maneira — é uma gravação em 360º feita no alto dos quase 9 km acima do nível do mar que a montanha atinge. Postada na rede social X (antigo Twitter), a captura gerou muitas reações, indo de admiração da beleza do local à coragem dos alpinistas. 

O efeito “olho de peixe” causado pela câmera que grava todos os ângulos dá a impressão de que as escarpas montanhosas se estendem por todo o mundo, todas cobertas de neve ao longo da Cordilheira do Himalaia. Parece quase impossível que tantos alpinistas caibam no topo do Everest, mas isso é apenas um truque de perspectiva pela maneira como o vídeo foi filmado. Confira abaixo:

Continua após a publicidade

Vale lembrar que subir a montanha de maior altitude do mundo — com 8.848 metros acima do nível do mar — é muito perigoso. Uma média de cinco alpinistas morre todos os anos se aventurando para subir o Everest, mas também já houve acidentes que tiraram a vida de diversas pessoas de uma só vez.

Em 2014, por exemplo, uma avalanche levou 16 guias sherpa nepaleses a óbito e bloqueou o acesso ao cume, e, no ano seguinte, houve ao menos 18 mortos por um terremoto que vitimou aproximadamente 9 mil pessoas no Nepal.

Para acessar o pico do Everest, são utilizados dois acampamentos-base. Um deles fica no lado sul, no Nepal, a 5.364 metros acima do nível do mar, e o outro, no Tibete, a 5.150 metros.

Serviços de trekking, ou seja, de trilhar o caminho até o topo do monte a pé, são oferecidos por empresas como a Adventure Vision, cujo site estima 65 dias para completar a jornada andando uma média de 5 horas por dia, com descansos pelo caminho.

Continua após a publicidade

Fonte: Adventure Vision