Himalaia volta a ser visível na Índia após lockdown de 21 dias

Por Fidel Forato | 09 de Abril de 2020 às 15h05
Reprodução/ Independent

Enquanto a quarentena para impedir a disseminação do novo coronavírus (SARS-CoV-2) na Índia continua, os níveis de poluição em grande parte do país caíram drasticamente. Agora, alguns moradores do norte da Índia relatam ver a cordilheira do Himalaia — a mais alta cadeia de montanhas do mundo — coberta de neve, a 200 quilômetros de distância, pela primeira vez em 30 anos.

“Podemos ver claramente as montanhas cobertas de neve de nossos telhados. Não é só isso, as estrelas são visíveis à noite. Nunca vi nada assim nos últimos tempos”, afirma Sant Balbir Singh Seechewal , que trabalha para aumentar a conscientização sobre a poluição ambiental no país há mais de 30 anos.

Com uma população de 1,4 bilhão, os indianos estão sob um bloqueio de 21 dias para barrar novos casos da COVID-19, fechando fábricas e reduzindo tráfego das ruas. Desde então, imagens da montanha coberta de neve de Dhauladhar, na cordilheira do Himalaia, foram amplamente compartilhadas nas redes sociais tanto pelos indianos comuns quanto pelas celebridades locais.

É o caso do ex-jogador de críquete Harbhajan Singh que comentou sobre esse momento no Twitter: “Nunca vi Dhauladar do meu telhado em Jalandhar. Nunca poderia imaginar como isso é possível. Uma indicação clara do impacto da poluição que causamos na mãe terra ”, afirmou Singh no Twitter.

Outra moradora postou: “O que a natureza realmente é e como estragamos tudo. Esta é a cordilheira de Dhauladhar, em Himachal, visível após 30 anos, de Jalandhar (Punjab) depois que a poluição caiu para seu nível mais baixo. Isto é aprox. 200 km de distância em linha reta. #Lockdown21 #MãeNatureza”.

Índice de poluição diminui drasticamente, enquanto Índia vive momento de quarentena por causa da COVID-19 (Foto: Reprodução/ AFP)

Nível de poluição na Índia

"Não é apenas o tráfego normal que está fora das estradas, mas a maior parte da indústria também está fechada. Isso ajudou a elevar o nível de poluição a níveis inacreditavelmente baixos”, explica o estudioso Seechewal.

O Central Pollution Control Board do país anunciou que o toque de recolher nacional resultou em uma melhoria significativa na qualidade do ar no país. De acordo com a India Today Data Intelligence Unit (DIU), de 16 a 27 de março, o índice de qualidade do ar melhorou 33%, em média, no país.

A OMS (Organização Mundial de Saúde) alerta que o limite seguro para a qualidade do ar é manter o nível do material particulado (PM2.5) abaixo de 20mg/m³. Durante a maior parte do ano, a Índia registra uma média cinco vezes mais alta do que o limite global de segurança, já que seu PM2,5 é de 100 mg/m³.

De acordo com os números da Universidade Johns Hopkins, o número total de casos de COVID-19 no país ultrapassou a marca dos cinco mil, com mais de 170 óbitos em decorrência da infecção.

Fonte: SBS

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.