Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Qual foi a primeira distribuição Linux criada?

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 08 de Abril de 2024 às 08h00

Link copiado!

Douglas Ciriaco/Canaltech
Douglas Ciriaco/Canaltech

As primeiras distribuições Linux surgiram nos anos 1990, pouco após a estreia do núcleo proposto pelo desenvolvedor finlandês Linus Torvalds. Contudo, não dá para creditar exatamente o sistema pioneiro, mas sim os primeiros lançamentos da história do kernel, como o Softlanding Linux System (SLS), que serviu como inspiração para Debian e Slackware.

O que é uma distribuição Linux?

O Linux é um kernel, ou seja, um núcleo, o nível mais inferior do sistema operacional responsável por integrar software e hardware. Esse elemento é essencial em qualquer software, incluindo Windows, Android e macOS, para que computador, celular, tablet, dispositivos de IoT e mais executem as aplicações.

Continua após a publicidade

Já as distribuições Linux — as “distros” — utilizam o kernel criado por Torvalds em 1991. É o caso de Ubuntu, Fedora, Linux Mint, elementaryOS e muitos outros sistemas operacionais que surgiram dos anos 1990 para cá.

No geral, essas distribuições são mantidas por comunidades colaborativas, formadas por desenvolvedores independentes, instituições de ensino, empresas e afins. Algumas companhias, como Canonical e Red Hat, também desenvolvem os seus próprios sistemas operacionais baseados em Linux e até comercializam soluções próprias.

Contudo, a maior parte das distribuições segue o conceito de software livre, que oferece aos usuários liberdade para executar, copiar, estudar, alterar e melhorar os sistemas operacionais e aplicações sem restrições e custos. É por isso que, no geral, as distros Linux são gratuitas para instalar em qualquer dispositivo.

Qual é a primeira distribuição Linux?

Depois do lançamento do kernel em 1991, cinco distribuições Linux surgiram ao longo de 1992, segundo o site especializado em software de código aberto It’s FOSS. Entre elas o Softlanding Linux System (SLS), criado por Peter McDonald e que foi bastante popular na época, mas perdeu o apelo depois que os desenvolvedores alteraram a extensão de arquivos executáveis, o que causou frustração aos usuários.

A “debandada” resultou no nascimento de outras distribuições, como o popular Debian, que é utilizado como base no Ubuntu e em dezenas de outras distribuições — assim como o próprio Ubuntu, que é usado como base no Linux Mint, por exemplo, e também em outras dezenas de derivadas. O Slackware também surgiu dessa leva e é diretamente baseado no código do SLS.

Outras distribuições estrearam na época, como o Yggdrasil de Adam J. Richter, a primeira a trazer o recurso Live CD, que permite rodar o sistema operacional em uma mídia removível sem depender de instalação no disco rídigo. Já o TAMU Linux levou o protocolo de interface gráfica X Windows System, também conhecido como X11, ao mundo Linux.

Continua após a publicidade

O LINUX 0.12, que precisava de dois disquetes de 5,25 polegadas para rodar, e o MCC Interim Linux, que tinha uma interface bem rudimentar para rodar as aplicações, também foram lançados em 1992.

Qual é a distro mais antiga ainda em funcionamento?

Lançado em 1992 por Patrick Volkerding, o Slackware ainda é distribuído e mantido pelos seus desenvolvedores. Atualmente, a versão mais recente é a 15.0, liberada em 2022, que ainda conta com atualizações e utiliza o ambiente gráfico KDE.

Continua após a publicidade

O Debian, que é utilizado como base para o Ubuntu, Kali Linux e outros sistemas operacionais, surgiu em 1993. Com 30 anos de existência, o software também é mantido nos dias atuais e traz uma curiosidade: a palavra “Debian” é fruto da união do nome do fundador Ian Murdock e de sua ex-esposa, Debra Lynn, que na época era sua namorada. 

Tanto o Slackware quanto o Debian oferecem estabilidade aos seus usuários e são sistemas bem estruturados. No entanto, por serem mais técnicos, os dois sistemas operacionais não têm lá grande apelo do público em geral e são mais utilizados por desenvolvedores e pessoas com conhecimentos mais aprofundados em Linux.

Quantas distros Linux existem?

Não há um número exato a respeito disso, afinal, por se tratarem de projetos de código aberto, na prática qualquer pessoa pode desenvolver o seu próprio Linux — do zero ou adaptado de alguma distribuição já existente. Entretanto, uma estimativa de dezembro de 2023 do site TecMint especula que existam mais de 600 distribuições Linux, com mais de 500 com desenvolvimento ainda ativo.

Continua após a publicidade

Quando o Ubuntu foi lançado?

Apesar de existir centenas de distribuições Linux e projetos paralelos, um nome se destacou nas últimas décadas: o Ubuntu. Criado pelo desenvolvedor sul-africano Mark Shuttleworth, o Ubuntu nasceu em 2004 com a estreia da versão 4.10, que faz alusão ao ano e mês de lançamento (outubro de 2004). Baseada na arquitetura e na estrutura do Debian, o sistema operacional é mantido pela Canonical e é utilizado como base para vários outras distros, como o Linux Mint, elementaryOS, Zorin OS e muito mais.