Número de PC gamers usando Linux pode ter aumentado graças ao efeito Steam Deck

Número de PC gamers usando Linux pode ter aumentado graças ao efeito Steam Deck

Por Igor Almenara | Editado por Douglas Ciriaco | 04 de Agosto de 2021 às 18h12
Reprodução/Valve

Bastou anunciar seu novo portátil, que a proporção de gamers que utilizam distribuições Linux aumentou no Steam. De acordo com dados da Pesquisa de Hardware e Software do Steam, a revelação do Steam Deck teria feito a base de usuários de sistemas do pinguim aumentar — mas o Windows segue com liderança absoluta.

O site GamingOnLinux observou um pico na popularidade de distros Linux a partir do último relatório do Steam — a plataforma acumulou 1% da base de usuários. Por uma análise superficial do gráfico, dá para notar que é a primeira vez que os sistemas acumuam tantos utilizadores e que este crescimento é o maior de 2021.

Em números, o valor passa a chamar mais atenção. A pesquisa consultou computadores de 120 milhões de usuários ativos mensalmente no Steam — 1% disso equivale a cerca de 1,2 milhão de máquinas.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Pico de usuários mensais de julho pode ter acontecido devido ao anúncio do Steam Deck (Imagem: Reprodução/GamingOnLinux)

É difícil dizer com precisão que o crescimento abrupto ocorreu devido ao anúncio do Steam Deck, mas a coincidência é inquestionável. O Linux nunca teve uma presença muito forte no segmento gamer de PC, especialmente devido ao suporte limitado de vários títulos.

Linux não é tão popular entre gamers

Quando não há suporte oficial, jogadores precisam recorrer a softwares complementares para rodar títulos. Um exemplo de mecanismo comum nesse meio é o Proton, uma camada de compatibilidade que permite que jogos projetados para o Windows sejam executados em sistemas operacionais baseados em Linux.

O Steam Deck roda um sistema proprietário do Steam que é construído sobre o kernel do pinguim. O interesse da Valve no suporte para jogos no Linux pode ter chamado a atenção da comunidade, que decidiu migrar (ou, pelo menos, experimentar) a jogatina nas várias distros disponíveis, para então decidir se o investimento no portátil vale a pena.

Se os números não diminuírem significativamente nos próximos relatórios mensais, será a prova de que parte da comunidade da Steam realmente considera migrar para o Linux. Além disso, mostra que os jogadores acreditam que desenvolvedores darão mais atenção à plataforma, já que há um notável console equipado com esse tipo de sistema.

Windows segue líder absoluto

Ainda assim, não se anime tanto. Distros Linux continuam na lanterna na divisão entre sistemas — atrás até de sistemas da Apple. Neste mês, o Windows encarou uma queda insignificante de apenas 0,08%, seguindo com 96,49% da fatia de computadores com Steam.

O lançamento do Steam Deck acontecerá em dezembro deste ano e o console portátil custará US$ 399 em sua versão mais básica. Se a análise atual estiver correta, é provável que a quantidade de usuários ativos cresça significativamente também no fim do ano.

Fonte: GamingOnLinux, Windows Central

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.