Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Sefaz segue instável em vários estados por conta das chuvas no RS

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 16 de Maio de 2024 às 12h00

Link copiado!

André Magalhães/Canaltech
André Magalhães/Canaltech
Tudo sobre Receita Federal

Alguns serviços do Sefaz, como emissão da Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) e Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e), seguem instáveis em vários estados do Brasil. O motivo é a tragédia ambiental ocorrida no Rio Grande do Sul: o estado oferece a estrutura para autorização e processamento dos dados desses serviços, mas precisou fechar data centers por conta das chuvas e enchentes.

Por conta disso, unidades estaduais da Sefaz apresentam problemas desde a segunda-feira (6) e muitas pessoas não conseguem emitir as notas fiscais, o que afeta principalmente o setor de transporte de mercadorias.

A instabilidade continua mais de uma semana após a tragédia no estado gaúcho. Na quinta-feira (16), novos relatos indicam que os serviços da Sefaz e Sintegra ficaram fora do ar novamente no Rio Grande do Sul e Goiás.

Continua após a publicidade

O Canaltech explica quais regiões foram afetadas, os serviços indisponíveis e as medidas tomadas pelas secretarias para contornar a situação.

Quais serviços e estados foram afetados?

A instabilidade afetou o compartilhamento de NF-e e CT-e entre os estados que usam a estrutura da Sefaz Virtual do Rio Grande do Sul (SVRS). Isso inclui os seguintes estados:

  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amapá
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Pará
  • Paraíba
  • Piauí
  • Rio de Janeiro
  • Rio Grande do Norte
  • Roraima
  • Rio Grande do Sul
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • Tocantins

Você pode acompanhar o status dos serviços da NF-e em nfe.fazenda.gov.br/portal/disponibilidade.

Há previsão de retorno?

Por enquanto, ainda não há uma previsão de quando todos os serviços do Sefaz-RS e o SVRS voltarão a operar normalmente. O data center da sede do sede do Centro de Tecnologia da Informação S.A (Procergs), em Porto Alegre-RS, foi desligado no dia 6 e só deve ser reativado quando as chuvas e alagamentos diminuírem na capital gaúcha.

Continua após a publicidade

O que as autoridades recomendam?

A Secretaria da Fazenda do Rio Grande do Sul publicou uma nota na terça-feira (7) para atualizar sobre as medidas emergenciais tomadas nos últimos dias. Além da interrupção de um dos data centers, uma parte da operação foi transferida para um ambiente em nuvem.

O órgão informa que “todos os serviços de autorização de Documentos Fiscais Eletrônicos (DF-e) e eventos realizados pela SVRS e pela Sefaz-RS estão operando”. Caso alguma empresa passe por problemas com o serviço, a recomendação é verificar o firewall do sistema para ver se há alguma restrição aos endereços de IP dos data centers e priorizar todas as comunicações com a URL dos serviços, e não o endereço IP.

A Sefaz da Paraíba, que usa serviços do SVRS, comunicou que os serviços operam dentro da normalidade e também recomenda o uso da URL no lugar do IP para os formulários. Além disso, o órgão orientou os auditores de Fiscalização de Mercadoria em Trânsito para que não façam autuações nos veículos que não tenham o Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais (MDF-e) até a normalização de todos os problemas. 

Continua após a publicidade

Já a Sefaz do Tocantins reproduziu a nota do órgão do RS e reforçou a necessidade de examinar possíveis problemas na comunicação com os endereços da plataforma.

Em resposta ao Canaltech, a Sefaz-RJ informou que trata a instabilidade com máxima prioridade e "não há necessidade de emissão de notas em contingência".

A reportagem também entrou em contato com a Receita Federal para obter mais informações sobre o caso, mas ainda não teve retorno — a matéria será atualizada em caso de resposta. 

Ajude o RS

Continua após a publicidade

Você também pode conferir as opções para doar às vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul.