DC Comics vai distribuir NFTs de seus super-heróis durante a DC FanDome

DC Comics vai distribuir NFTs de seus super-heróis durante a DC FanDome

Por Igor Almenara | Editado por Douglas Ciriaco | 01 de Outubro de 2021 às 17h57
Reprodução/DC Comics

Você já imaginou ser dono de alguma arte digital de seu super-herói favorito da DC Comics e ter um selo de autenticidade exclusivo? Em breve, isso será possível. A editora de quadrinhos estadunidense entrará no mundo dos tokens não fungíveis (NFTs) com uma distribuição massiva de colecionáveis virtuais.

As ilustrações colecionáveis serão selecionadas pelo artista Jim Lee, autor de Gambit, da Marvel, e de vários outros projetos da prória DC. Não foi divulgada a lista inteira de colecionáveis que serão entregues, mas somente os membros registrados no DC FanDome terão a chance de possuí-los.

Aqueles que divulgarem o evento nas redes sociais terão direito também a um segundo NFT. Essa será uma ocasião interessante para ingressar no mundo dos tokens não fungíveis, principalmente porque a DC deve repetir a ação em outras ocasiões.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

O DC FanDome acontecerá no dia 16 de outubro (Imagem: Reprodução/DC Comics)

A cada do Batman e da Mulher-Maravilha escolheu o Palm NFT Studio, um ecossistema construído com Ethereum, para viabilizar a certificação de tokens. A decisão foi motivada pela cultura de baixo impacto ambiental da Palm, que diz ser 99,9% mais eficiente energeticamente do que sistemas Proof of Work, um protocolo descentralizado utilizado por blockchains como Ethereum e Bitcoin.

O que são NFTs?

Os tokens não fungíveis são figuras digitais colecionáveis que têm movimentado bilhões de dólares na internet. Trata-se normalmente do original de algum elemento (uma arte digital, meme ou registro histórico) cuja autenticidade é comprovada por um sistema descentralizado, as blockchains. Exemplos de NFTs bem conhecidos são memes famosos da internet, como o da menina Chloe, ou o primeiro tuíte do mundo, feito pelo próprio CEO do Twitter Jack Dorsey.

Ter um NFT do seu herói favorito não garante a posse ou os direitos sobre o personagem, mas provê um selo de originalidade único e pode valer milhões no mercado digital — quanto mais raro, mais caro tende a ser o colecionável. No caso da DC, as figuras que serão distribuídas têm diferentes níveis de exclusividade: comum, raro ou lendário — cada fã poderá ter até três de cada herói.

A DC FanDome está marcada para o dia 16 de outubro deste ano e as inscrições para o evento já estão abertas. Como de costume, a programação será recheada por transmissões e atividades ao vivo, 100% online, com direito a conversas com artistas sobre suas criações ou participações no universo da editora.

Fonte: DC Comics

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.