Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Google lança manual para criar bons prompts no Gemini

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 11 de Abril de 2024 às 10h29

Link copiado!

Divulgação/Google
Divulgação/Google
Tudo sobre Google

Os chatbots movidos à inteligência artificial dependem de perguntas e pedidos bem estruturados para trazer os melhores resultados. Pensando nisso, o Google criou o “Guia de Prompts” gratuito para que você consiga explorar melhor o Gemini, a plataforma de IA generativa da empresa, durante a redação de prompts de comando.

O manual é apresentado com o título oficial de  “Prompting guide 101” e tem como objetivo ser um “guia rápido de bolso para comandos efetivos”. Na descrição, o Google explica ainda que o livro traz “as habilidades básicas para escrever prompts eficazes ao usar o Gemini for Workspace, para que você possa ser mais produtivo e eficiente em suas tarefas diárias”.

Google te ajuda a escrever prompts “mais efetivos”

Continua após a publicidade

Logo de cara, o documento dá dicas para escrever “prompts efetivos”, ou seja, que extraiam o melhor resultado. Segundo os autores, existem quatro áreas principais para se considerar ao escrever um comando, sendo eles “persona”, “tarefa”, “contexto” e “formato”. Para demonstrar esse conceito em ação, o manual traz este exemplo:

“Você é gerente de programa do Google Cloud. Elabore um e-mail de resumo executivo para [persona] com base em [detalhes sobre documentos relevantes do programa]. Limite a marcadores.”

Neste caso, com base nas quatro listadas apresentadas, o comando seria dividido da seguinte forma: 

  • Persona: “Você é gerente de programa do Google Cloud”;
  • Tarefa: “Elabore um e-mail de resumo executivo para”;
  • Contexto: “[persona] com base em [detalhes sobre documentos relevantes do programa]”;
  • Formato: “Limite a marcadores”.

A junção desses quatro fatores oferecem as informações fundamentais para você sintetizar, em poucas palavras, o que precisa ser produzido. Contudo, não é necessário incluir todos esses conceitos sempre que for escrever um prompt novo — basta utilizar apenas os necessários de acordo com as suas demandas.

Mais dicas

Na introdução, a empresa dá outras dicas para explorar, como utilizar linguagem natural, ou seja, escrever como se estivesse falando com outra pessoa. Também é importante ser específico na hora de indicar as tarefas desejadas e oferecer o máximo de contexto possível.

Continua após a publicidade

Em paralelo, todas essas solicitações precisam ser concisas e sem complexidade, principalmente sem jargões, para que o sistema de IA tenha uma compreensão melhor sobre o assunto. E, novamente, o Google ressalta: faça uma conversa.

“Ajuste suas solicitações se os resultados não atenderem às suas expectativas ou se você acreditar que há espaço para melhorias”, diz o documento. “Use instruções de acompanhamento e um processo iterativo de revisão e refinamento para produzir melhores resultados.”

Ao longo do livro, o Google separa capítulos voltados para áreas específicas, como atendimento ao cliente, recursos humanos, marketing, gerenciamento de projetos, vendas e até mesmo para executivos e empreendedores. O material está disponível para download gratuito no site da própria empresa (inthecloud.withgoogle.com).