Google Duplex impressiona, mas chega incompleto ao Brasil

Google Duplex impressiona, mas chega incompleto ao Brasil

Por Alveni Lisboa | Editado por Douglas Ciriaco | 15 de Junho de 2022 às 13h10
Reprodução/Google

Após quatro anos de espera, o Google Duplex finalmente chegou ao Brasil e deixou muita gente impressionada com a capacidade de comunicação natural da inteligência artificial. Por outro lado, a tecnologia não deve oferecer todas as suas incríveis oportunidades de uso por aqui, como o agendamento de horários em cabelereiros ou a reserva de mesas em restaurantes.

Durante o evento Google for Brasil, realizado na terça-feira (14), em São Paulo (SP), a empresa mostrou uma conversa entre o robô e um atendente de uma empresa. No vídeo exibido, a inteligência artificial pede para a pessoa confirmar os dias e os horários de abertura e fechamento da empresa. Em seguida, os dados são gravados e usados para alimentar o cartão de informações exibido no Maps e na Busca.

A ideia seria manter tais informações em dia para garantir que o consumidor não dê de cara com a porta de um petshop fechado no sábado ou um restaurante que encerre as operações antes das 22h, por exemplo. Muita gente recorre ao Google para saber se determinado estabelecimento está aberto, por isso é fundamental manter esse dado confiável.

Apoio ao empreendedor

Segundo o head de Parcerias do Google Assistente na América Latina, Marco Oliveira, essa teria sido uma escolha neste momento inicial. "O objetivo é ajudar os empresários neste momento de recuperação econômica pós-pandemia. Por isso, fizemos a opção por focar nesse público em específico", explicou o executivo.

Oliveira disse que as empresas foram escolhidas de modo aleatório para treinar a tecnologia baseada em aprendizagem de máquina. Quanto mais diversidade de sotaques e formas de falar, melhor para o modelo, que ainda está em fase de aprimoramento. "Empresas cadastradas no serviço tiveram preferência, é claro, mas não houve nenhum outro critério. Hospitais e serviços de saúde não passaram por esse processo", ressaltou.

A novidade está em testes há três meses e já contatou mais de 50 mil empresas brasileiras, uma média de 200 por dia. O Google não expõe dados sobre a receptividade da ferramenta — embora o executivo diga que foi "bastante positiva" —, por isso não dá para saber o percentual de dados atualizados.

Aliás, por questão de segurança, o Google sempre efetua ligações do mesmo número de telefone, logo, se você receber uma chamada de outro número desconhecido, é bom desconfiar de golpe. Este é o número de telefone usado pelo Google Assistente e tecnologia Duplex para falar com os usuários: +55 (11) 3878-8565.

Esses são os números de telefones do Google Assistente no Brasil e no mundo (Imagem: Reprodução/Google)

Ausência de recursos populares

Apesar de o desembarque no Brasil ser um baita avanço, é impossível não notar a ausência de outras funcionalidades revolucionárias do Duplex. Desde que foi anunciada ao mundo na Google I/O 2018, a tecnologia têm ganhado recursos inteligentes para realizar tarefas rotineiras, em especial aquelas que dependem de uma ligação.

No segundo semestre de 2020, a IA do Google já conseguia agendar corte de cabelo sozinha nos Estados Unidos. É claro que não era nada muito elaborado, como penteados ou tratamentos específicos, mas dava para marcar seu horário.

A promessa era o sistema ligar e falar diretamente com empresas em seu nome para efetuar reservas ou comprar ingressos, por exemplo. Em abril do ano passado, o Duplex se associou ao Assistente de voz e ganhou a habilidade de preencher os campos de pagamento em pedidos online. Funciona assim: é escolher o seu pedido, ir para tela de pagamento e o valor é automaticamente cobrado.

Em julho do ano passado, o recurso passou a testar a entrada em filas de espera somente usando a voz. Ao procurar por restaurantes no Google Maps nos Estados Unidos, um botão para solicitar a reserva com o Assistente surge — dá até para definir o número de pessoas e quanto tempo estavam dispostos a esperar, se o local estivesse cheio.

O que o Google Duplex terá no Brasil?

Mais do que a atualização de dados, a tecnologia Duplex será usada no Brasil para orientar as pessoas a executar tarefas. Ela não fará as coisas por você, mas servirá como um guia com um passo a passo.

Outra novidade que ainda está em desenvolvimento seria o uso da voz para automatizar essas tarefas. Ambos os recursos que vêm ao Brasil ainda exigem a inserção de texto com o teclado do computador ou celular. "É algo que está em análise, mas não existe uma previsão de chegada ao Brasil", confirmou Marco.

Compra de ingressos

O exemplo mostrado pelo Google foi a ajuda na compra de um ingresso para o cinema, útil especialmente para quem é menos familiarizado com o mundo digital. Ao procurar pelo seu filme favorito, a Busca exibe os horários e cinemas onde está passando. Com o Duplex, o usuário poderá comprar o ingresso ali, mesmo, sem precisar acessar sites de terceiros.

Em vez de navegar por cinco ou dez páginas diferentes, a pessoa poderá pular algumas etapas com a ferramenta de preenchimento automático e os dados de pagamento do Google Pay. A vantagem é dispensar o cadastro em vários sites diferentes de compras, o que deixa suas informações pessoais mais expostas.

Isso será possível graças a uma parceria firmada com a Ingresso.com. A gigante das buscas garante que não haverá cobrança de taxa adicional para o usuário nem para a prestadora do serviço. "O Google ganhará dinheiro indiretamente, pois o fortalecimento da Busca para serviços implica em mais ganhos", explicou o head de Parcerias durante uma das mesas redondas do evento.

Consulta aos locais de votação

Há também um uso voltado para as Eleições de 2022. Com apoio do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o Google Assistente solicitará todos os dados necessários para localizar a sua zona eleitoral.

Você precisará preencher os dados conforme a voz do Assistente solicitar. Nome completo, CPF, endereço, nome da mãe e outras informações serão solicitadas para fazer a procura de onde votará neste ano. A vantagem é fazer isso na tela de busca, sem precisar acessar sites de terceiros.

Tanto a compra de ingressos guiada quanto a consulta aos locais de votação devem chegar para o usuário no segundo semestre de 2022. Infelizmente, ainda não chegará com todo o seu potencial desbloqueado, mas o desembarque por aqui mostra como o mercado brasileiro é relevante para o Google.

O Duplex hoje está presente em 11 países (Argentina, Austrália, Brasil, Canadá, Chile, Estados Unidos, França, Grã-Bretanha, Japão, México e Nova Zelândia). A tecnologia foi usada durante o lockdown da covid-19 para atualizar com agilidade os volumes de informação sobre serviços e formas de entrega que os estabelecimentos passaram a oferecer.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.