Google Assistente vai ajudar a pedir comida e até a encontrar o seu iPhone

Por Igor Almenara | Editado por Douglas Ciriaco | 15 de Abril de 2021 às 10h25
Zoom

O Google Assistente recebeu valiosas melhorias na mais recente atualização. O companheiro de rotina agora tem a capacidade de ajudar você na hora de pedidos de comida online, ampliou as possibilidades para tarefas repetidas do dia a dia, trouxe ajustes para o app Google Home no iPhone e até mata a curiosidade numa conversa sobre o Oscar deste ano.

Uma das mais interessantes introduções é a habilidade de preencher os campos de pagamento em pedidos online. O Google Assistente pega emprestado tecnologias do Duplex, o serviço de inteligência artificial, para agilizar a compra da refeição, fornecendo dados de pagamento no seu lugar — é escolher o seu pedido, ir para tela de pagamento e a "magia" acontece.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

(Imagem: Reprodução/Google)

Nesse recurso, o Google extrai as informações do Google Pay ou do preenchimento automático do Chrome para finalizar o pedido — que deve ser feito a partir do app Google para Android. Para quem é habituado a pedir delivery a partir de plataformas como Uber Eats e iFood, a novidade não interfere em nada, mas pode vir a calhar quando o restaurante opta por uma alternativa feita na web.

Infelizmente, essa melhoria não se aplica a qualquer restaurante. Para que funcione, o Google e o estabelecimento precisam ter oficializado uma parceria para a plataforma digital. Por outro lado, a vantagem da ferramenta é não precisar fornecer dados sensíveis de pagamento para vários estabelecimentos comerciais por aí.

Rotinas ampliadas

Para as casas inteligentes gerenciadas pelo Google Assistente, a principal notícia está relacionada a adição de ações baseadas no horário local. Rotinas do assistente podem acionar diversas tarefas em múltiplos locais da casa, como acender luzes, abrir cortinas e outras milhares de opções — agora, em momentos-chave como o amanhecer ou entardecer.

Dentro do Assistente também foram introduzidas sugestões de rotinas para dar uma luz à criatividade. Na seção “ações sugeridas” (ou “suggested actions”, em inglês), frases como “me diga se a bateria está acabando” ou “o que aconteceu hoje na história” são alguns dos exemplos. As rotinas favoritas podem ser salvas na tela principal como atalho ou, logicamente, podem acionadas por comado de voz.

O assistente virtual também recebeu amplo conhecimento sobre o Oscar deste ano. Se surgir uma dúvida sobre os indicados para qualquer categoria, experimente perguntar para o Google. No mais, brincadeiras como “Ok, Google. Quem você acha que melhor se vestiu na cerimônia do Oscar?” também foram incluídas para quebrar o gelo.

Cadê meu iPhone?

Localizar o celular a partir do Google Assistente não é uma novidade, mas os iPhones não apresentavam uma experiência consistente com a ferramenta. O Google deixa de se apoiar na simulação de ligações para integrar a procura diretamente no sistema.

Se perguntado para o assistente “Ok, Google. Onde está meu celular?”, o Google enviará uma notificação especial para o aparelho e emitirá um som customizado para facilitar o seu encontro — até mesmo quando estiver no silencioso ou nas configurações de “Não perturbe”. Vale mencionar que isso só é possível se o app Google Home estiver baixado e suas notificações estiverem habilitadas.

E vai chegar ao Brasil?

As melhorias relacionadas a rotina estão sendo distribuídas gradativamente entre os usuários com Google Home. Enquanto isso, o preenchimento automático de pedidos via Google Home começará em testes com franquias parceiras nos Estados Unidos e o anúncio sugere que a ampliação acontecerá somente lá por algum tempo.

Fonte: Google

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.