Publicidade

Bill Gates acredita que suspender desenvolvimento de IA não resolve problemas

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 05 de Abril de 2023 às 10h06

Link copiado!

Wikimedia Creative Commons/Kjetil Ree
Wikimedia Creative Commons/Kjetil Ree
Bill Gates

Para Bill Gates, interromper o desenvolvimento de inteligência artificial não resolverá os desafios da tecnologia. Em entrevista para a Reuters, o fundador da Microsoft acredita que é melhor focar em descobrir novas formas de usar os modelos do que pensar em como essa interrupção internacional funcionaria.

"Não acho que pedir a um grupo específico fazer uma pausa resolva os desafios", disse Gates. "Claramente, há enormes benefícios nessas coisas... O que precisamos fazer é identificar as áreas complicadas", acrescentou.

Continua após a publicidade

A fala de Gates acontece pouco depois da carta aberta do Instituto Future of Life, composto por empresários (Elon Musk, por exemplo) e pesquisadores conhecidos no mundo de IA. No manifesto, a entidade defende a suspensão por seis meses no desenvolvimento de inteligência artificial para reaver o controle sobre a tecnologia, que teria sido perdido pela corrida desenfreada entre empresas nesse âmbito.

Interromper a preparação das novas ferramentas num nível internacional seria algo trabalhoso na visão de Gates. "Eu realmente não entendo quem eles estão dizendo que deve parar, e todos os países do mundo deveriam concordar em parar e por que parar, mas há muitas opiniões diferentes nessa área", pontuou.

Gates defende o desenvolvimento de IA

O filantropo é um forte defensor do desenvolvimento de inteligências artificiais avançadas. Na publicação em seu blog pessoal chamada "A Era da IA começou", em meados de março deste ano, Gates disse crer que os modelos ajudarão a solucionar algumas das desigualdades do mundo.

Continua após a publicidade
O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

"Nos Estados Unidos, a melhor oportunidade para reduzir a desigualdade é melhorar a educação, principalmente garantindo que os alunos tenham sucesso em matemática", escreveu. "As evidências mostram que ter habilidades matemáticas básicas prepara os alunos para o sucesso, independentemente da carreira que escolham. Mas o desempenho em matemática está diminuindo em todo o país, especialmente para estudantes negros, latinos e de baixa renda. A IA pode reverter essa tendência", complementou.

No texto, Gates citou que a IA também poderia servir como um ponto de apoio para reduzir a mortalidade infantil em países pobres ou ajudar a frear as mudanças climáticas.

"Estou entusiasmado com o impacto que a IA terá nas questões em que a Fundação Gates trabalha, e a Fundação terá muito mais a dizer sobre IA nos próximos meses", registrou o fundador da Microsoft.

O medo das inteligências artificiais

Continua após a publicidade

Desde que a liberação de modelos de IA generativa aconteceu, a tecnologia tem chamado a atenção especialmente de entidades mais cautelosas com o assunto e gerado discussões sobre seus limites.

Na semana passada, uma ONG pediu ao governo dos EUA a suspensão do GPT-4. A maior preocupação do grupo era de que a OpenAI usaria esse espaço aberto para lançar produtos tendenciosos e que representam risco à privacidade e segurança pública.

O Papa Francisco, que viralizou nas redes numa foto gerada por IA, pediu por ética e responsabilidade no uso dos modelos.

Fonte: Reuters