Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

5 motivos para não usar o ChatGPT

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 12 de Agosto de 2023 às 12h00

Link copiado!

Alveni Lisboa/Canaltech
Alveni Lisboa/Canaltech

O ChatGPT pode ter colocado inteligências artificiais generativas no conhecimento popular, mas ele não é perfeito em tudo que faz. Apesar de ser um eficiente chatbot, o projeto tem defeitos importantes que o tornam uma alternativa menos interessante que seus concorrentes.

5 motivos para não usar o ChatGPT

Abaixo, você confere cinco motivos para não usar o ChatGPT para ajudá-lo nas tarefas diárias e optar por outro chatbot mais eficiente.

Continua após a publicidade

5. O ChatGPT não é confiável

Você pode usar o ChatGPT para sanar dúvidas aleatórias, mas nem tudo que ele fala é verdade. O chatbot não é impecável nas respostas e, por vezes, pode apresentar informações falsas ou enganosas sobre qualquer assunto — as chamadas “alucinações” —, inclusive acusando alguém de um crime jamais cometido.

E isso não acontece só porque o ChatGPT tem informações desatualizadas: qualquer inteligência artificial conversacional atual pode errar na apresentação de informações — a falta de dados recentes só torna isso mais grave. Por isso, é desaconselhado usar o chatbot como um buscador, apesar de muita gente fazer isso.

Continua após a publicidade

4. Interações apenas por texto

A versão gratuita do ChatGPT é limitada a interações por texto, diferente da versão paga da plataforma e soluções alternativas, como Bing Chat e Bard. Com ele, você não pode analisar ou produzir imagens.

A ausência do recurso não torna o ChatGPT ruim, mas ele é menos eficiente que alguns rivais. Caso você precise complementar sua atividade com IA com uma imagem ou queira que o chatbot produza uma ilustração, a plataforma da OpenAI não atenderá o pedido.

3. Não cita fontes nos resultados

Continua após a publicidade

O ChatGPT não é um buscador, mas ele nem tenta ser um: a plataforma não apresenta nenhuma fonte de onde tirou informações contidas nas respostas, deixando você à deriva na hora de conferir os resultados.

Outros chatbots, como Bing Chat da Microsoft e Google Bard, não só dão os créditos para os artigos que originaram as informações apresentadas como também anexam seus links. Assim, você pode checar se a resposta está certa sem ter tanto trabalho, além de ter uma direção óbvia para onde continuar a busca.

2. Conhecimento enviesado pela internet

Continua após a publicidade

Assim como seres humanos, o ChatGPT também tem seu próprio viés. Em temas cuja resposta é debatível, o chatbot pode apresentar apenas um dos lados como verdade, deixando todo o debate de lado.

Um exemplo claro é a resposta para a pergunta “Quem inventou o avião?”, em que o chatbot afirma ser os irmãos Wright, sem nem mesmo citar o brasileiro Santos Dumont. Se você questionar o bot, até ele admite o erro e afirma que o Dumont foi o pioneiro “em vários aspectos do desenvolvimento da aviação”.

Além disso, o chatbot também pode apresentar informações erradas sobre doenças, servir como consultor para golpes online e ensinar coisas que você não deveria saber com facilidade.

Continua após a publicidade

1. O ChatGPT está ficando pior

Um estudo de universidades dos Estados Unidos mostrou que os modelos de IA que alimentam o ChatGPT ficaram piores com o tempo. A pesquisa mostrou que os modelos GPT-3.5 e o GPT-4 (este acessado pela versão paga do chatbot) tiveram mudanças de comportamento que resultaram em respostas menos satisfatórias.

O teste considerou respostas para problemas de matemática, perguntas sobre temas sensíveis, criação de código de programação e raciocínio visual. Então, as respostas geradas em março foram mais precisas do que aquelas geradas em junho de 2023 — embora o ideal fosse que as IAs ficassem mais inteligentes com o tempo.

Outro estudo norte-americano que averiguou a eficácia do ChatGPT também mostrou que o chatbot não é lá tão inteligente, errando cerca de 52% das respostas feitas a ele. Neste caso, a comparação aconteceu entre o robô e interações do Stack Overflow, plataforma popular entre desenvolvedores.

Continua após a publicidade

O ChatGPT tem seus méritos

Ainda que a plataforma tenha defeitos, ela ainda tem capacidades interessantes que podem manter você como um usuário ativo. Neste outro artigo, confira 4 motivos para usar o ChatGPT.