Samsung demonstra tela esticável que transforma conteúdo 2D em 3D

Samsung demonstra tela esticável que transforma conteúdo 2D em 3D

Por Renan da Silva Dores | Editado por Wallace Moté | 08 de Setembro de 2021 às 11h58
Samsung

A divisão de telas da Samsung é uma das maiores referências mundiais em tecnologia de displays. A empresa é quase onipresente em smartphones com tela OLED, lidera a adoção da tecnologia em notebooks e se destaca pelos smartphones dobráveis da divisão de eletrônicos da marca, com painéis resistentes de alta resolução munidos do vidro ultrafino (UTG).

Seguindo essa lógica, a fabricante vem trabalhando em mais alguns produtos bastante promissores para o futuro, como demonstrou recentemente através de protótipos de notebooks dobráveis e celulares enroláveis. No entanto, há alguns projetos ainda mais ambiciosos no forno, como revela reportagem do site coreano ETNews.

Samsung demonstra painel esticável que transforma 2D em 3D

Segundo o periódico, a gigante sul-coreana demonstrou nesta semana um novo conceito de tela esticável, que converte imagens 2D para 3D. A exibição teria ocorrido durante a Global Tech Korea 2021, feira anual realizada no país asiático que reúne gigantes locais, como Samsung e LG, e outras multinacionais para revelar tecnologias em desenvolvimento e o futuro das indústrias coreana e global.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

O protótipo, exibido no vídeo abaixo, conta com uma tela OLED de 13 polegadas bastante flexível, que sofre deformações através de mecanismos escondidos sob o painel. No caso, a companhia exemplificou uma superfície de lava e é possível notar variações de relevo ocorrendo de maneira relativamente veloz, por toda a extensão da tela, criando assim a sensação tridimensional.

Ainda não há nenhuma previsão para uma versão final do display, nem um uso definido para a novidade. A Samsung acredita que a tecnologia possa ser útil em vestíveis, veículos e outros dispositivos IoT, além de ter potencial para desempenhar um papel importante na acessibilidade de pessoas cegas ou com baixa visão, e até mesmo aprimorar a imersão do cinema.

Tecnologia já havia sido demonstrada

Vale lembrar que a Samsung já havia demonstrado o painel esticável 3D em 2017, em um estado significativamente mais simples. À época, a companhia exibiu uma demonstração de uma montanha, que lentamente ganhava relevo. O painel apresentava tamanho menor, de 9,1 polegadas, resolução mais baixa e mecanismos de menor velocidade, como é possível perceber no vídeo a seguir.

A empresa também trabalha em uma versão menos complexa da tela, voltada para dispositivos médicos vestíveis, demonstrada em junho deste ano. A principal vantagem da solução era a capacidade de se moldar ao pulso do usuário, permitindo assim maior contato e precisão na medição de batimentos cardíacos, por exemplo. No teste, o protótipo conseguiu medir o ritmo cardíaco com força 2,4 vezes maior que um sensor fixo tradicional.

A tela esticável se molda à pele do usuário e mede sinais vitais com maior precisão (Imagem: Divulgação/Samsung)

Assim como o painel 3D, o componente esticável para uso médico ainda não possui previsão de lançamento, e segue enfrentando alguns obstáculos para poder se tornar um produto final.

Fonte: ETNews, Android Authority, SamMobile

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.