MSI lança 1º modelo customizado da Nvidia CMP 50HX, focada em criptomineração

MSI lança 1º modelo customizado da Nvidia CMP 50HX, focada em criptomineração

Por Renan da Silva Dores | Editado por Wallace Moté | 24 de Junho de 2021 às 10h40
Reprodução/MSI

Diante da crise global que afeta o mercado de semicondutores, em especial de placas de vídeo, diversas fabricantes têm trabalhado para contornar a situação e atender assim a demanda crescente dos consumidores. Entre elas esta a MSI, que recentemente resgatou a GT 730 de 2014 como uma das medidas para tentar suprir a busca desenfreada por GPUs.

Agora, a companhia segue a estratégia trabalhando em outra fronte: a de criptomineração. Sem alarde, a MSI anunciou nesta semana uma versão customizada da Nvidia CMP 50HX, variante intermediária das GPUs focadas em criptomineradores lançadas pela Nvidia no início do ano. A empresa já havia trazido ao mercado no mês passado o modelo de entrada da família, a CMP 30HX.

MSI anuncia modelo customizado da CMP 50HX

Apesar do foco na criptomineração, a CMP 50HX traz uma construção caprichada, com estrutura em fibra de carbono. O design é voltado para oferecer máxima refrigeração, adotando assim uma ventoinha no estilo blower com duplo rolamento e backplate de metal para auxiliar na dissipação de calor.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

O design foca na refrigeração, contando com enorme abertura no lugar das portas de vídeo para melhor circulação de ar (Imagem: Reprodução/MSI)

Outro detalhe interessante é que, por não precisar exibir vídeo, a GPU não conta com portas de transmissão de imagem, dando lugar a uma enorme abertura, também pensada para aprimorar a circulação de ar através do heatsink. A placa é relativamente compacta, considerando as máquinas em que será instalada, e mede 268 x 114 x 36 mm.

Em aspectos técnicos, a CMP 50HX da MSI traz chip não especificado com 3.584 núcleos CUDA, clock base de 1.350 MHz e clock boost de 1.545 MHz. Há ainda 10 GB de VRAM GDDR6 rodando a 14 Gbps, em uma interface de memória de 320-bit. O consumo é estimado em 225 W, com a alimentação sendo feita através de dois conectores de 8 pinos.

Segundo a fabricante, a combinação entrega 45 MH/s (megahashes por segundo), unidade de medida utilizada para estimar a quantidade de cálculos de mineração que uma placa é capaz de entregar.

Placa pode ser equipada com mesma GPU da RTX 2080 Ti

Um ponto curioso citado pelos sites WCCFTech e Tom's Hardware é que a CMP 50HX pode ser equipada com uma versão simplificada da GPU TU102, mesma utilizada na GeForce RTX 2080 Ti. A informação não foi divulgada pela Nvidia ou pela MSI, mas indícios encontrados pelos portais indicam essa possibilidade. Isso não quer dizer que unidades da 2080 Ti estejam deixando de ser fabricadas, no entanto.

Acredita-se que a CMP 50HX seja equipada com um modelo defeituoso da TU102, GPU que equipa placas como a RTX 2080 Ti (Imagem: Divulgação/Nvidia)

Como confirmado pela própria Nvidia durante o anúncio da família CMP, as placas de mineração da empresa utilizam chips defeituosos, que não chegariam a ser equipados de fato em GPUs GeForce. Dessa maneira, a companhia não apenas estaria de certa forma combatendo a falta de estoque das placas gamer da marca, como ainda lucraria com componentes que seriam descartados.

Fonte: WCCFTech, Tom's Hardware, MSI

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.