Publicidade

MediaTek pode lançar Dimensity 8100 no início de março

Por| Editado por Wallace Moté | 17 de Fevereiro de 2022 às 08h00

Link copiado!

Divulgação/MediaTek
Divulgação/MediaTek
Tudo sobre MediaTek

Antes mesmo de lançar o aguardado Dimensity 8000, a MediaTek pode trazer ao mercado uma versão turbinada do chip sob o nome Dimensity 8100. É o que indicam os mais novos rumores sobre as plataformas da gigante taiwanesa, divulgados pelo leaker Digital Chat Station, que sugere ainda que a novidade chegaria já no próximo mês, acompanhado por novos celulares equipados com o componente.

MediaTek pode lançar Dimensity 8100 em março

O informante, que já havia indicado as especificações do Dimensity 8000, sugere que a nova plataforma deve estrear já no dia 1º de março, trazendo basicamente clocks mais elevados. A mudança é interessante, se levarmos em conta que o modelo original teria "velocidades muito conservadoras", como afirmou Digital Chat Station no rumor original.

Continua após a publicidade

Ao que se sabe, o Dimensity 8000 seria equipado com uma configuração bastante curiosa de 8 núcleos, com 4 Cortex-A78 de alto desempenho rodando a 2,75 GHz e 4 Cortex-A55 de baixo consumo a 2,0 GHz, associados a uma GPU Mali-G510, bastante recente e de uma geração mais avançada que a CPU. Além disso, o processo de fabricação utilizado seria o de 5 nm da TSMC.

Dessa maneira, podemos esperar que o Dimensity 8100 empregará clocks ainda mais altos, possivelmente próximos aos 3,0 GHz, o que associado aos 5 nm e à recente GPU, devem fazer do componente uma solução bastante encorpada para celulares intermediários de alta performance. O rumor original, inclusive, apontava que o processador seria disruptivo a ponto de estrear uma nova categoria de preço.

Chip deve estrear em aparelhos de Realme e Redmi

O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Ainda segundo o informante, algumas companhias que estavam desenvolvendo celulares equipados com o Dimensity 8000 teriam voltado à mesa de planejamento para substituir o componente pelo novo Dimensity 8100. Considerando que as configurações seriam mantidas, a modificação faz sentido e, mais que isso, justificaria o porquê de ainda não termos visto um smartphone equipado com a plataforma.

Não há informações sobre qual companhia seria a primeira a trazer ao mercado um aparelho com o chip, mas especula-se que a Realme e a Redmi poderiam assumir a liderança, com possíveis variantes do Realme GT 2 e do Redmi Note 11. Esses e outros modelos inaugurariam a faixa de telefones na casa dos 2.000 yuan, algo entre R$ 1.600 e R$ 1.700, trazendo um novo nível de desempenho aos dispositivos acessíveis.

Fonte: GSMArena, MyFixGuide