MediaTek demonstra Wi-Fi 7 e prevê uso da tecnologia em 2023

MediaTek demonstra Wi-Fi 7 e prevê uso da tecnologia em 2023

Por Vinícius Moschen | Editado por Wallace Moté | 20 de Janeiro de 2022 às 09h30
Divulgação/MediaTek

Mesmo que o Wi-Fi 6E ainda seja uma realidade bastante recente, a MediaTek já está trabalhando no desenvolvimento de componentes com suporte para o Wi-Fi 7, de acordo com o que foi divulgado pela própria companhia. Com isso, dispositivos que tragam plataformas compatíveis com o novo padrão de conectividade poderão ser disponibilizados já no ano que vem, segundo as últimas estimativas.

Espera-se que o Wi-Fi 7 permita a utilização de canais na faixa dos 320 MHz e tecnologia de modulação de amplitude em quadratura 4K, além de unidade de recursos multiusuário (MRU) para reduzir o nível de perturbações no sinal. Na prática, espera-se que a tecnologia traga um ganho de velocidade de até 2,4x em comparação com o Wi-Fi 6, mas a interferências de outras redes pode fazer com que o resultado fique um pouco abaixo deste nível.

O gerente de conectividade da MediaTek Alan Hsu ainda confirmou planos ambiciosos para o Wi-Fi 7: segundo ele, será a primeira vez que a conectividade fixa (ou seja, por cabos Ethernet, por exemplo) poderá ser substituída de forma comparável pelo wireless, com altas taxas de transmissão de dados para streaming de conteúdos em até 8K, ou mesmo jogos por nuvem com maior estabilidade e menor latência.

Mesmo que o padrão de Wi-Fi 7 (IEEE 802.11be) represente um avanço em comparação com o Wi-Fi 6 (IEEE 802.11ax), ele deve utilizar as mesmas bandas de 2,4, 5 e 6 GHz que são suportadas atualmente.

Wi-Fi 7 poderá trazer grandes melhorias de velocidade e estabilidade (Imagem: EasyReach)

Com o comunicado, a MediaTek aparece como uma das primeiras companhias a sequer mencionar o Wi-Fi 7 de maneira oficial — a marca ainda afirma que trabalha com o padrão desde o início de seu desenvolvimento. A Intel também já fez acenos à nova tecnologia por meio de seu CTO na área de conectividade wireless, Dr. Carlos Cordeiro — ele apontou no ano passado que "será possível utilizar capacidades mais altas, trazer o suporte para 7 GHz e ainda para bandas mais baixas para dispositivos de IoT e outros sensores que exigem menos largura de banda".

Segundo a marca, os dois primeiros protótipos da tecnologia foram distribuídos para "consumidores chave e colaboradores da indústria", mas ainda não podem ser acessados de forma aberta. Mesmo que a previsão inicial da marca inclua produtos com suporte para Wi-Fi 7 já em 2023, a popularização de redes com o novo padrão deverá acontecer apenas a partir de 2024.

Fonte: XDA Developers

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.