Nvidia RTX 4000 e AMD Radeon RX 7000 podem consumir até 500 W, aponta rumor

Nvidia RTX 4000 e AMD Radeon RX 7000 podem consumir até 500 W, aponta rumor

Por Renan da Silva Dores | Editado por Wallace Moté | 02 de Agosto de 2021 às 07h15
Divulgação/NVIDIA

Enquanto AMD e Nvidia tentam lidar com a crise global de chips e a alta expressiva na demanda, as atenções já começaram a se voltar para a próxima geração de placas de vídeo de cada empresa. Com lançamento aguardado para 2022, as supostas séries GeForce RTX 4000, com arquitetura "Ada Lovelace", e Radeon RX 7000, com arquitetura "RDNA 3", prometem saltos astronômicos de desempenho graças a um novo design de GPU.

Com detalhes surgindo aos poucos, as placas voltam a protagonizar rumores nesta semana que reforçam o alto desempenho das soluções, mas levantam uma questão preocupante — ao que parece, o salto em performance pode acabar em um consumo significativamente mais alto.

Consumo das novas placas pode chegar a 500 W

Reunindo informações divulgadas por leakers de renome, incluindo kopite7kimi, cujo histórico de vazamentos é preciso, e Greymon55, as novas placas da AMD e Nvidia podem passar com facilidade dos 400 W de consumo. Na verdade, os números poderiam chegar a algo entre 450 W e 500 W para os modelos de ambas as fabricantes.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Os valores impressionam quando os comparamos com os números da GeForce RTX 3090, placa gamer mais robusta da atualidade, com consumo estimado em 350 W. Vale lembrar ainda que esses números costumam ser estimativas e, por muitas vezes, são ainda maiores durante uso intenso das GPUs.

Ainda assim, caso as informações de hardware já conhecidas sejam verdadeiras, há uma boa explicação para o aumento expressivo em comparação às placas já disponíveis no mercado.

Rumor questiona o suposto prazo de lançamento

Paralelo a isso, Greymon55 questionou os rumores recentes de que a AD102 e a Navi 31 estariam no estágio de tape out — nome que se refere a uma etapa avançada do desenvolvimento, em que os circuitos estariam prontos para serem enviados às fábricas, para que então a produção seja iniciada. O leaker sugere ainda que a GPU topo de linha da AMD não seria lançada no terceiro trimestre de 2022.

Diante da recente confirmação vinda da CEO da AMD, Lisa Su, de que a microarquitetura estava no cronograma para o lançamento em 2022, é provável que a nova geração de placas da empresa esteja planejada para o quarto trimestre de 2022, entre outubro e dezembro. A data faz sentido se levarmos em conta que a família RX 6000 foi oficializada em outubro do ano passado.

O que se sabe das séries RTX 4000 e RX 7000?

Para os lançamentos de 2022, tanto Nvidia quanto AMD vão adotar o chamado Multi-chip Module (MCM), ou módulo de múltiplos chips, em tradução livre.

As próximas placas de vídeo da AMD e Nvidia usariam o design MCM, já presente nos processadores Ryzen e EPYC (Imagem: Divulgação/AMD)

Já presente nos processadores Ryzen e nas placas Xe-HPG da Intel, esse método utiliza vários chips menores para compor um chip maior. Isso permite uma quantidade significativamente maior de núcleos em uma única solução, por exemplo.

Ainda segundo os rumores, as fabricantes tirariam proveito dessa vantagem para empregar mais que o dobro de núcleos nas novas GPUs. Do lado da AMD, o número superaria os 15 mil, contra 5.120 da RX 6900 XT.

O MCM permitirá aumentar a contagem de núcleos de maneira radical, passando de 10 mil na RTX 3090 para mais de 18 mil em sua sucessora (Imagem: Divulgação/Nvidia)

A Nvidia chegaria a um número ainda mais impressionante, acima dos 18 mil, contra 10.496 da RTX 3090. Como resultado, a topo de linha do time vermelho seria até 3 vezes mais poderosa, enquanto a flagship do time verde ganharia 2,5 vezes mais desempenho.

Fonte: WCCFTech

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.