Publicidade

GPUs domésticas são a base do sucesso de workstations, diz EX VP da Intel

Por| Editado por Jones Oliveira | 21 de Fevereiro de 2024 às 21h00

Link copiado!

Thomas Foster/Unplash
Thomas Foster/Unplash

O mundo do hardware anda bastante agitado nos últimos dias após declarações fortes de um dos engenheiros responsáveis pela arquitetura x86, Jim Keller, sobre os núcleos CUDA. Agora, o ex vice-presidente da Intel, Raja Koduri, adiciona uma nova pitada nessa discussão e aponta que o sucesso das GPUs de workstation surgem das placas de vídeo domésticas.

A declaração foi dada em uma série de respostas a Keller em sua conta no X (Antigo Twitter). Lá, Koduri afirma que as placas de vídeo domésticas, ou seja, as GPUs RTX, Radeon e Arc que vemos à venda no varejo, são de extrema importância para a consolidação das placas gráficas presentes nos data centers.

Utilizando um exemplo prático, o atual fundador da Mahira AI comenta que engenheiros em cidades pequenas da Índia não têm acesso à GPUs de workstation para trabalhar. Contudo, eles podem se dirigir a uma loja de informática e comprar uma GeForce para começar a programar. Na visão de Raja, isso parece ser um componente democratizante na formação e desenvolvimento dos profissionais que, eventualmente, estarão a frente desses data centers com estações de trabalho potentes. 

Continua após a publicidade

É preciso ter uma “arquitetura consistente”

Apesar da declaração, Raja Koduri aponta que para isso continuar acontecendo, as ferramentas de workstations e data centers devem funcionar corretamente nas máquinas domésticas, afinal de contas de nada adianta ter o hardware sem o software compatível. 

Nesse momento o executivo resolveu provocar sua antiga empregadora. No restante da publicação é dito que a NVIDIA faz esse processo de forma ótima com as GeForce, enquanto a AMD tem realizado progressos nos últimos seis meses. A Intel, por outro lado, está na corda bamba com as Arc e não parece saber muito bem se vai ser apenas uma linha para jogos ou implementará funcionalidades profissionais. 

Continua após a publicidade

Koduri finaliza ao dizer que uma arquitetura consistente e drivers diversificados entre PCs domésticos e estações de trabalho vão beneficiar os trabalhadores. Antes disso, no entanto, aproveitou para rebater Keller e destacar a importância da arquitetura CUDA como um padrão de paralelismo para melhorar as capacidades dos desenvolvedores.