Google equipa chips AMD EPYC com Zen 3 em nova família de máquinas virtuais

Google equipa chips AMD EPYC com Zen 3 em nova família de máquinas virtuais

Por Renan da Silva Dores | Editado por Wallace Moté | 23 de Junho de 2021 às 11h20
Divulgação/AMD

A AMD vem crescendo exponencialmente nos últimos anos, graças ao desenvolvimento da microarquitetura Zen, que trouxe de volta ao mapa os processadores da empresa. A solução já está na terceira geração, e vem lentamente dominando o mercado consumidor com a família Ryzen. No entanto, a força da microarquitetura Zen 3 também se estende a outros segmentos, como o de servidores.

Lançada durante a conferência da AMD na CES 2021, a família EPYC Milan 7003 adotou a arquitetura mais recente, trazendo enormes ganhos de desempenho à plataforma de servidores da fabricante. Em negociação com diversas companhias, a AMD teve mais um avanço nesta semana com a estreia do T2D, primeira instância da nova família de máquinas virtuais Tau VM do Google.

Google Tau VM T2D usa processadores AMD EPYC Milan

O T2D é a primeira instância da nova família Tau VM do Google Cloud, que oferece máquinas virtuais (VMs) pensadas para cargas de trabalho de larga escala, sendo parte da Compute Engine, a plataforma do Google que permite criar e executar VMs utilizando a infraestrutura da gigante das buscas. Entre os serviços que serão atendidos pela novidade estão servidores web, processamento de registro de dados, aplicações Java de larga escala e mais.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Segundo o Google, o Tau VM T2D com AMD EPYC Milan oferece até 56% mais desempenho que qualquer outra solução de VM no mercado (Imagem: Divulgação/Google)

O Google fechou uma parceria para que os novos processadores EPYC Milan da AMD equipem o T2D, ainda que os modelos utilizados não tenham sido revelados. Com o uso dos processadores, as companhias prometem 56% mais desempenho absoluto e 42% mais performance por preço que qualquer uma das VMs de uso geral oferecidas por outros serviços de computação na nuvem.

Também são destacados a compatibilidade com aplicações x86 e as múltiplas configurações disponíveis aos usuários — serão oito formatos de VM, com até 60 CPUs Virtuais (vCPU) e até 4 GB de RAM por vCPU, entregando alta escalabilidade. O T2D será lançado oficialmente no terceiro trimestre, e desenvolvedores interessados podem se inscrever para uma prévia do serviço através deste link.

Chips contam com até 64 núcleos e 128 threads

A família AMD EPYC Milan chegou ao mercado prometendo ganhos de desempenho de 19%, graças à chegada da microarquitetura Zen 3. Assim como na família Ryzen 5000 para consumidores, o maior trunfo está no aumento da quantidade de núcleos equipados em cada conjunto de núcleos (CCX), que passou de 4 para 8. Isso permitiu, entre outras coisas, a unificação do cache e consequente redução de latência, o que se traduz em mais performance.

O desempenho por núcleo e a escalabilidade também são pontos destacados pela AMD, com a linha oferecendo soluções que partem dos 8 núcleos e 16 threads e chegam aos 64 núcleos e 128 threads, e trazendo clocks de até 4,0 GHz com consumo entre 225 W e 280 W.

Fonte: Google, AMD

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.