Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Entenda a nomenclatura das placas de vídeo AMD Radeon

Por| Editado por Jones Oliveira | 19 de Abril de 2024 às 15h30

Link copiado!

Sergio Oliveira/Canaltech
Sergio Oliveira/Canaltech
Tudo sobre AMD

Nos últimos anos a AMD enfim retornou ao panteão das placas de vídeo com novas tecnologias e preços bem competitivos para o público doméstico. Desde então, o time vermelho lançou diversos modelos e pode ter confundindo o usuário leigo com tantos nomes, sufixos, gerações, etc.

Pensando nisso, hoje o Canaltech vai te ajudar a entender a nomenclatura das placas de vídeo AMD Radeon de maneira fácil e rápida. Isso também deve ajudar aqueles que não entendem tanto das divisões por segmentos dessas GPU, ou sequer conhecem certos modelos da fabricante. 

É bom salientar que explicaremos apenas a nomenclatura das placas de vídeo que pertencem à divisão Radeon, voltada para o público médio. A AMD também conta com as placas de vídeo voltadas para uso profissional e aceleração de inteligência artificial.

Continua após a publicidade

O que são as placas Radeon RX? 

O primeiro passo para entender a nomenclatura dessas placas é saber o que as primeiras palavras do nome dos produtos significam. A palavra Radeon é a linha de produtos da AMD voltada para o público doméstico, ou seja, o gamer que quer jogar seus games e se divertir. Porém, placas topo de linha para entusiastas e profissionais do ramo audiovisual também se encaixam nessa explicação. 

Após o que consideramos ser um nome de marca nos produtos AMD, há o prefixo RX. RX é uma sigla para Radeon Experience, ou Experiência Radeon em tradução livre. Diferente da NVIDIA, que usa o prefixo RTX para se referir à tecnologiaRay Tracing Texel eXtreme, a AMD trabalha com uma abordagem menos técnica.

Apesar do foco ser nas placas para uso doméstico, a AMD também usa o prefixo Pro em certos modelos. Isso significa que estamos falando de uma GPU para uso profissional, como renderização, modelagem e fluxos de trabalho mais complexos.

Nomenclatura das placas da AMD

Com o elefante branco fora da sala, já é possível continuar a explicação sobre o nome das placas de vídeo AMD Radeon.

Vale reiterar que explicaremos o esquema de nomes somente a partir dos lançamentos de 2019 dessas placas de vídeo, pois os modelos anteriores foram totalmente descontinuados e possuem alterações na escrita. 

Continua após a publicidade

Geração 

A geração de uma placa de vídeo indica quando há o lançamento de novos produtos, que geralmente trazem algum tipo de nova arquitetura ou representam uma mera atualização de uma GPU já existente. Comumente, a AMD gosta de lançar novas gerações a cada dois anos, mas isso pode variar e não é uma certeza. 

Por padrão, o primeiro número da sequência que aparece após o prefixo é referente à cada geração de placas de vídeo AMD. Por exemplo, em 2019 a companhia lançou as Radeon RX 5000, e nos anos seguintes levou ao mercado as RX 6000 e 7000, respectivamente. 

Continua após a publicidade

A cada lançamento a AMD vem aumentando um milhar em sua geração de GPUs, mas no futuro isso pode mudar. Portanto, dependendo de quando você ler esta matéria, a empresa pode ter alterado sua nomenclatura ou reiniciado a contagem de alguma forma. 

Teoricamente, cada nova geração sempre é mais forte que a anterior. Uma placa Radeon RX 7000 será superior a um modelo de mesmo segmento presente na geração Radeon 6000. Contudo, mesmo que possa haver mais performance, nem sempre esse salto geracional é alto e faz com que valha a pena realizar a compra da nova placa

Segmento 

Logo após a geração, o próximo número da sequência diz respeito ao segmento de determinada GPU. Nesse sentido, tanto a AMD quanto a NVIDIA trabalham com os mesmos segmentos e a mesma numeração, facilitando a compreensão do consumidor. Confira a tabela abaixo:

Continua após a publicidade
Segmentos de placas de vídeo da AMD
NúmeroSegmentoResolução indicadaTaxa de FPS
4 e 5Entrada900p ou Full HD30
6EntradaFull HD60/30
7IntermediárioQuad HD60/30
8Topo de linhaQuad HD e/ou 4K60
9Entusiasta4K60+

Placas dos segmentos iniciados pelos números 4 e 5 representam os modelos de entrada, feitos para usuários pouco exigentes que querem rodar games leves, em baixa qualidade e resoluções inferiores ao Full HD, como a Radeon RX 6500. Subindo um degrau, o segmento de número 6 já é pautado em produtos de entrada mais fortes, feitos para rodar games em qualidade alta/ultra em Full HD a 60 FPS. É o caso da Radeon RX 7600.

A próxima etapa é a do segmento 7, que conta com placas de vídeo intermediárias e, por vezes, com o pé na categoria topo de linha, tal qual a Radeon RX 6700 XT. Esses modelos têm sido muito focados na resolução Quad HD (2.560x1.440) para rodar os games em qualidade alta a 60 FPS. Continuando nessa categoria intermediária, há o segmento 8, que pode assumir esse caráter de GPU para QHD, como também pode ser destinado para o 4K, como acontece na Radeon RX 7800 XT.

Por fim, chegamos no segmento 9 das Radeon RX 7900 XTX, que apresenta o máximo das placas de vídeo AMD Radeon RX. Esses são os modelos topo de linha/entusiastas da companhia para rodar games em 4K, além de também serem destinados para profissionais do mundo audiovisual. 

Continua após a publicidade

Revisão 

Seguindo com a sequência, os dois últimos números são a revisão de cada produto. Como o próprio nome já indica, a revisão das placas de vídeo Radeon significa que algum produto recebeu uma versão levemente melhorada.

Essas melhorias não são tão bruscas e, geralmente, estão relacionadas com um aumento de frequências ou velocidade de uma forma geral. Quando os dois últimos números são 00, significa que aquele é o produto padrão, enquanto o número 50 é usado para se referir a uma revisão.

Continua após a publicidade

Por exemplo, a Radeon RX 6700 XT foi lançada em 2021 para o mercado intermediário. Cerca de um ano depois, a AMD lançou a Radeon RX 6750 XT, uma placa de vídeo um pouco mais rápida e com a revisão 50 na última sequência de números.

Sufixo 

Por fim, chegamos ao sufixo das placas de vídeo Radeon. Essa é a última parte do nome e permite indicar um nível de poder adicional nos produtos. É similar a uma revisão, já que há melhorias de velocidade, mas o sufixo indica um salto de desempenho maior.

Placas com sufixo têm um chip diferente e podem trazer mais quantidade de memória, novas tecnologias, consumo energético diferenciado, etc. Por isso, é preciso não confundir essa parte da nomenclatura com uma mera revisão.

Continua após a publicidade

A AMD utiliza muito o sufixo XT, sigla para eXtreme. Placas como a Radeon RX 6800 XT possuem um salto de performance em relação à sua contraparte normal, a RX 6800. Em outros casos a diferença não é tão grande, como acontece na Radeon RX 7600 e a RX 7600 XT, que não possui muitas melhorias apesar da sigla

Outro sufixo utilizado pela fabricante, embora em menos placas, é o XTX. Esse sufixo não tem significado, mas representa um degrau a mais que o XT tradicional.

Por exemplo, a Radeon RX 7900 é o modelo mais básico dessa família, enquanto a RX 7900 XT traz mais desempenho, e o modelo RX 7900 XTX é a aplicação máxima desse segmento.

Continua após a publicidade

Entendendo a nomenclatura das placas de vídeo AMD Radeon 

Com todas essas etapas, fica bem mais fácil entender o nome de cada placa de vídeo da AMD. As primeiras duas palavras representam a empresa e marca daquele produto, seguido pelo prefixo RX. O primeiro número da sequência é a geração, enquanto o segundo é o segmento da GPU. Os dois últimos são referentes à revisão, enquanto o sufixo no fim indica alguma versão melhorada da placa. 

Por mais que pareça difícil, o esquema de nomes da AMD ficou mais fácil nos últimos anos e não é tão diferente do que a NVIDIA pratica em suas placas. 

Continua após a publicidade