Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

AMD indica estreia de GPUs RDNA 3 em 2022 e promete atender à alta demanda

Por| Editado por Wallace Moté | 02 de Fevereiro de 2022 às 13h50

Link copiado!

Divulgação/AMD
Divulgação/AMD
Tudo sobre AMD

A AMD anunciou a investidores nesta semana seus resultados financeiros referentes ao ano de 2021 e, além de mostrar o crescimento vertiginoso que conquistou, especialmente pela alta dos preços, a gigante trouxe detalhes sobre a estreia das novas CPUs Ryzen 7000 e GPUs baseadas em RDNA 3, que devem chegar ainda neste ano "prontas para atender à alta demanda".

AMD indica estreia de GPUs RDNA 3 em 2022

Apesar dos problemas de disponibilidade para usuários comuns, a AMD apresentou crescimento de 68% em receita em comparação com 2020, avanço que pode ser resultante de uma combinação dos preços significativamente mais altos e da alta demanda, especialmente por parte de cambistas. Mesmo assim, a CEO do time vermelho, Dra. Lisa Su, diz sentir "uma falta de representação da AMD no mercado de GPUs".

Continua após a publicidade

Foi nesse momento que a executiva explicou o que a fabricante fez nos últimos meses para lidar com a situação, e trouxe detalhes sobre o roadmap da marca para os próximos anos, sugerindo que as novas placas de vídeo baseadas na microarquitetura RDNA 3 serão lançadas ainda em 2022, junto aos processadores Ryzen 7000, já confirmados para estrear no final do ano.

"A demanda por nossos produtos é bastante alta," afirmou a CEO, "e esperamos por mais um ano de crescimento e ganhos de mercado significativos conforme reduzimos a produção de nossos produtos atuais e lançamos nossa próxima onda de CPUs Zen 4 e GPUs RDNA 3. Também realizamos investimentos substanciais para garantir a capacidade necessária para apoiar nosso crescimento em 2022 e além".

Mesmo que não tenha citado explicitamente o prazo de lançamento das novas placas, a menção junto aos processadores baseados na microarquitetura Zen 4, aliada aos inúmeros rumores e vazamentos dos últimos meses, reforçam que as supostas Radeon RX 7000 devem realmente ser anunciadas no final deste ano, possivelmente em outubro, caso o cronograma das gerações passadas seja mantido.

Outro ponto importante presente no discurso de Lisa Su são os investimentos da AMD na cadeia de suprimentos — sabe-se que a escassez de componentes e a produção de GPUs nas fundições da TSMC, agora ligeiramente normalizados, não são os únicos problemas a assombrar as vendas. Há outros aspectos, também excluindo cambistas e a criptomineração, que dificultam a chegada dos produtos aos consumidores, algo em que o time vermelho investiu com afinco.

"Estivemos trabalhando na cadeia de suprimentos pelos últimos quatro ou cinco trimestres, sabendo do crescimento que tivemos do ponto de vista dos produtos e a visibilidade que temos dos consumidores. Então em relação ao cenário de suprimentos de 2022, realizamos investimentos significativos em capacidade de wafers [de silício], bem como em capacidade dos substratos e do back-end", concluiu a executiva.

Dito tudo isso, não espere por uma redução nos preços das placas de vídeo tão cedo, algo que está apenas nos "planos a longo prazo" da marca. O foco agora, além de aproveitar os altos valores para manter o forte crescimento, é garantir o abastecimento para atender à demanda elevada. Resta saber se os investimentos foram suficientes para isso.

Continua após a publicidade

Placas Radeon RX 7000 devem triplicar desempenho

Segundo os rumores, as placas de vídeo conhecidas até o momento como Radeon RX 7000 marcarão um enorme salto de desempenho em relação às RX 6000, que por sua vez já haviam mostrado grande evolução em comparação às placas RX 5000. A família deve ser liderada pelo chip Navi 31, com 15.360 núcleos organizados em 120 Unidades Computacionais (CUs), agora chamadas Workgroup Processors (WGP), e trazer até 32 GB de RAM GDDR6 a 18 Gbps.

A linha deve mesclar componentes fabricados em 5 nm e 6 nm pela TSMC, manter os clocks elevados da atual geração com velocidades de até 2,5 GHz, e estrear o Infinity Cache 3D, empilhando memória sobre a GPU para atingir assim até 512 MB de cache e turbinar a largura de banda. Graças a todas essas melhorias, o modelo topo de linha, a suposta RX 7900 XT, entregaria 75 TFLOPs de poder computacional, um salto de impressionantes 300% sobre a 6900 XT.

Continua após a publicidade

Ainda segundo os rumores, a família de placas Radeon RX 7000 está prevista para estrear no último trimestre de 2022, possivelmente em outubro, ponto agora reforçado pelas declarações de Lisa Su.

Fonte: PC Gamer