O que esperar da Build, conferência da Microsoft para desenvolvedores

Por Wagner Wakka | 04 de Maio de 2018 às 18h59

O mês de maio é a época das conferências de empresas para desenvolvedores. Depois do F8, do Facebook, e quase junto com o Google I/O, a Microsoft's Build 2018 é outro evento que está chegando. É hora de começarmos a especular sobre o que o CEO da empresa, Satya Nadella, pode apresentar.

A companhia de Redmond deve vir forte em inteligência artificial. Recentemente, a empresa lançou o Windows ML, uma ferramenta de machine learning que chegou junto com uma recente atualização do sistema operacional. Com isso, a esperança é de que desenvolvedores consigam avançar e trazer apps com que utilizem a ferramenta de forma mais eficiente.

Por exemplo, uma novidade sobre a Cortana, assistente pessoal da Microsoft, seria uma boa no caminho da inteligência artificial. O programa tem se mostrado mais capaz de identificar o que o usuário quer e, recentemente, apresentou tecnologia de tradução que funciona de forma offline em qualquer aparelho, mesmo que não seja um falecido Windows Phone.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Em relação à plataforma do Windows, a expectativa é de que a empresa mostre mais sobre as novidades visuais do sistema operacional. No update de abril, ela introduziu ao SO a proposta de timeline integrada em vários PC com a mesma conta. Atualmente, este recurso utiliza apenas atualizações do Edge e é focado somente em PC, excluindo tablets e smartphones. Claro que toda esta integração é somente questão de tempo, mas a expectativa é de que não somente integre mais aparelhos, mas também mais aplicativos no sistema.

Outro assunto recorrente de empresa são as realidades aumentada e virtual. Desde o lançamento do Windows Mixed Reality e após não citar mais sobre o HoloLens, a empresa tem se mostrado bastante silenciosa sobre o tema. Com empresas como Google, Apple, Valve e Sony investindo em tecnologias para o realidades virtual e aumentada, seria uma oportunidade de a Microsoft mostrar aos desenvolvedores que o Windows é um caminho para produções do tipo.

Por fim, a conferência deve trazer novidades sobre o Azure, seu serviço em nuvem. A novidade aqui pode não ser tão interessante ao usuário comum, mas ter novas ferramentas pode interessar a desenvolvedores que trabalham com a plataforma. Além de anúncios para o serviço, a Microsoft deve apresentar também números mais atualizados sobre usuários. De acordo com relatório recente da empresa, o Azure teve crescimento de 17% em relação ao ano passado.

A conferência Microsoft's Build 2018 acontece entre os dias 7 e 9 de maio em Seattle, nos Estados Unidos.

Fonte: Engadget

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.