Virgin Galactic faz seu primeiro voo tripulado com a nave VSS Unity

Virgin Galactic faz seu primeiro voo tripulado com a nave VSS Unity

Por Wyllian Torres | Editado por Patrícia Gnipper | 24 de Maio de 2021 às 11h15
Virgin Galactic

No último sábado (22), a Virgin Galatic realizou seu primeiro teste de voo suborbital tripulado em dois anos, a partir das instalações Spaceport America, no Novo México, e usando sua nave espacial VSS Unity, que foi lançada a mais de 13 km de altitude antes de planar em direção à Terra. Este voo, além de tornar o Novo México o terceiro estado dos EUA a lançar um ser humano ao espaço, é o primeiro deste tipo realizado no estado.

A bordo do porta-aviões VMS Eve, da própria Virgin, a VSS Unity decolou por volta das 11h35 (horário de Brasília). Cerca de 10 minutos antes de seu laçamento, a nave ativou sua própria bateria para, então, conduzir o controle de voo e as verificações elétricas da nave. Após liberados pelo Eve, os pilotos da VSS Unity, CJ Sturckow e Dave Mackay, ligaram o moto da nave, depois deligaram por alguns minutos e, com o impulso da espaçonave, se mantiveram viajando em direção ao ponto mais alto da decolagem.

A seguir, confira o momento em que a VSS Unity é liberada pelo porta-aviões:

Por volta das 12h30, a VSS Unity atingiu sua maior altitude, cerca de 89 km, a uma velocidade superior a 3.704 km/h. Então, a nave realizou uma curva lenta, deslizando de volta para a atmosfera terrestre, e pousou por volta das 12h43 na mesma pista de decolagem, no Spaceport America. O voo realizou uma série de testes, como o experimento de pesquisas como parte do Programa de Oportunidades de Voo da NASA, coleta de dados para aprimoramento dos próximos voos e modelos comerciais da Virgin Galatic e teste dos estabilizadores horizontais e controles de voo.

Para o CEO da Virgin, Michael Colglazier, que acompanhou todo o teste do solo, assistir ao lançamento foi uma imagem perfeita. Agora, a empresa examinará os dados de maneira mais profunda e completa, “como sempre fazemos”. Colglazier também disse que o voo é um grande passo à frente tanto da Virgin quanto para o voo espacial humano no Novo México — que hospedou pela primeira vez uma missão de teste de voo tripulado ao espaço. O símbolo do Sol de Zia, da bandeira do estado, foi estampado na parte exterior da nave.

Abaixo, você vê o momento em que a espaçonave se posiciona para retornar ao solo, não sem antes proporcionar uma bela visão da curvatura da Terra aos pilotos:

O sucesso do teste coloca a Virgin um passo mais próximo de alcançar seus objetos de estabelecer um programa de turismo espacial. Até o momento, a empresa tem mais de 600 reservas para futuras passagens em voos espaciais. Além dos dois pilotos, a VSS Unity tem capacidade de transportar até seis passageiros. Em dezembro do ano passado, a empresa precisou adiar a primeira tentativa de voo tripulado por conta de interferências eletromagnéticas. Já no voo deste último sábado, a nave apresentou algumas atualizações em seu hardware para que este problema não se repetisse.

A Virgin Galactic tem mais quatro voos planejados para este ano. Para a tripulação do próximo, estão confirmados dois pilotos e quatro funcionários da empresa como passageiros; para o terceiro, o fundador da Virgin, Richard Branson estará entre os viajantes. O quarto será um voo comercial da Força Aérea Italiana. As datas, no entanto, ainda serão divulgadas.

O evento completo do lançamento pode ser assistido no vídeo abaixo: 

Fonte: The Verge, Virgin Galactic

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.