Publicidade

Vela solar LightSail 2 encerra missão após navegar por mais de 3 anos

Por| Editado por Patricia Gnipper | 18 de Novembro de 2022 às 16h43

Link copiado!

The Planetary Society
The Planetary Society

A Sociedade Planetária confirmou que a vela solar LightSail 2 reentrou na atmosfera terrestre nesta quinta-feira (17), marcando o fim de sua missão. Ao longo dos três anos e meio de atividades, a vela solar demonstrou que pequenas naves podem levar, liberar e usar velas relativamente grandes para conseguir propulsão no espaço.

Lançada em 2019 por um foguete Falcon Heavy, da SpaceX, a LightSail 2 iniciou suas operações a cerca de 720 km de altitude por meio do projeto da Sociedade Planetária. Para evitar que a atmosfera a trouxesse de volta para o planeta, ela usou a navegação solar, uma técnica que permite alterar sua órbita usando o delicado “empurrão” oferecido pela luz do Sol, sem precisar de combustível para navegar.

No início da missão, ela era como uma nave do tamanho de uma caixa de sapatos com sua vela dobrada; ao abri-la, a nave revelou uma vela com 32 m². Após mais de 18 mil órbitas e oito milhões de quilômetros percorridos, o arrasto da atmosfera finalmente “venceu” a vela, encerrando sua missão.

Continua após a publicidade

“Durante sua missão estendida, a LightSail 2 continuou nos ensinando mais sobre a navegação solar e alcançou sua navegação mais efetiva, mas isso aconteceu seguido de um aumento no arrasto atmosférico, em parte por causa da atividade solar crescente”, disse Bruce Betts, gerente de programa da vela.

Já Bill Nye, CEO da Sociedade Planetária, comemorou os resultados da vela e da navegação solar. “E olhe estas fotos! Com esta pequena nave, oferecemos às pessoas na Terra fotos com visões gerais inspiradoras do nosso lar”, disse, em um comunicado.

Mesmo após o fim da missão, a equipe da LightSail planeja continuar analisando os dados obtidos, publicando artigos em revistas científicas, apresentando-os em conferências e claro, levando-os ao público. Os resultados obtidos serão compartilhados com outras missões de velas solares.

O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

“Nossos melhores desejos àqueles que querem navegar com velas similares no vasto oceano do espaço — esperamos um futuro empolgante de exploração, e estamos orgulhosos de termos desempenhado um papel nisso. Continuem navegando!”, finalizou Betts.

Fonte: Sociedade Planetária