Publicidade

Último eclipse lunar total de 2022 acontece nesta madrugada. Saiba como observar

Por| Editado por Patricia Gnipper | 07 de Novembro de 2022 às 15h50

Link copiado!

Yu Kato/Unsplash
Yu Kato/Unsplash

Na madrugada desta terça-feira (8 de novembro), acontecerá o segundo e último eclipse lunar total deste ano. Infelizmente, grande parte do Brasil não poderá observar o fenômeno, que será visível na totalidade apenas para observadores no Acre, perto da divisa com o Peru, a partir das 5h. O primeiro eclipse lunar de 2022 aconteceu em maio e o próximo eclipse total da Lua vai acontecer somente em 2025!

O que é um eclipse lunar?

Continua após a publicidade

O eclipse lunar total acontece quando o Sol, a Terra e a Lua ficam alinhados, de modo que nosso satélite natural mergulha na sombra terrestre. Assim, a umbra (a parte mais escura da sombra da Terra) é projetada sobre a Lua, que se mantém visível durante o fenômeno e fica com cor avermelhada devido à refração na atmosfera — daí o apelido "Lua de Sangue".

Como será o eclipse lunar de novembro?

A má notícia é que a totalidade deste eclipse de novembro, que ocorre quando a Lua fica inteiramente coberta pela umbra, será visível somente em algumas regiões do planeta, como a América Central, América do Norte e Equador. Todas as etapas do fenômeno serão visíveis para observadores no Alasca e no Havaí.

No caso do Brasil, quem estiver na região norte acompanhará um eclipse parcial (aquele em que apenas parte da Lua é coberta pela umbra), também no fim da madrugada.

Continua após a publicidade

Mas, na maioria dos estados das regiões nordeste, centro-oeste, sudeste e sul será possível ver apenas um eclipse penumbral, que ocorre quando a penumbra, a parte externa da sombra projetada pela Terra, cobre a Lua.

Ou seja: a Lua ficará apenas mais escura, num fenômeno praticamente imperceptível aos olhos de muita gente.

Como acompanhar o eclipse lunar total de 2022?

Continua após a publicidade

Apesar de este eclipse ser pouco visível para observadores no Brasil, a boa notícia é que diferentes transmissões vão exibi-lo online — contanto que as condições meteorológicas colaborem, claro.

Uma delas, realizada pelo Observatório de Lowell, nos Estados Unidos, está programada para começar no dia 8 de novembro, às 8h (horário de Brasília).

Outra opção é acompanhar a transmissão do portal Time and Date, realizada com um observatório móvel em Roswell, no Novo México. Esta transmissão está programada para começar às 6h, no horário de Brasília.

Continua após a publicidade

Você também poderá acompanhar o fenômeno também pela transmissão do Observatório Griffith, na Califórnia. A live está programada para começar no dia 8, às 5h (horário de Brasília).

E se preferir uma live em português, o Observatório Nacional (ON) também vai acompanhar o último eclipse lunar de 2022. A live é parte do projeto "O Céu em sua Casa: observação remota", realizado há mais de dois anos e cujo objetivo é mostrar o céu ao vivo, em tempo real, contando com telescópios de parceiros do ON não apenas no Brasil, como em outros lugares do mundo.

Continua após a publicidade

A transmissão ao vivo começa a partir das 5h30 da manhã no canal do YouTube do ON, ou pelo vídeo abaixo: