Tudo o que você precisa saber sobre o helicóptero Ingenuity, que irá para Marte

Por Danielle Cassita | 15 de Julho de 2020 às 22h00
NASA/JPL-Caltech
Tudo sobre

NASA

Saiba tudo sobre NASA

Ver mais

Falta pouco para o início da missão Mars 2020, que lançará o rover Perseverance com o helicóptero Ingenuity a Marte no final deste mês. Eles irão para lá com o objetivo de buscar bioassinaturas no Planeta Vermelho. Se tudo correr bem, devem chegar a seu destino em meados de fevereiro do ano que vem.

Agora, na reta final do lançamento da missão, os cientistas da NASA buscam aprimorar o que falta no Ingenuity. De acordo com a equipe, o helicóptero ficará acoplado na parte inferior do rover, para realizar manobras e a aterrissagem com segurança. Para MiMi Aung, gerente de projetos no Laboratório de Propulsão a Jato, “o Ingenuity é diferente de qualquer outro helicóptero já construído, porque o voo controlado em Marte é também diferente de qualquer tentativa já feita”.

Confira abaixo algumas curiosidades sobre o helicóptero marciano:

"Ingenuity" é um nome excelente!

(Imagem: NASA/JPL-Caltech)

Vaneeza Rupani, uma estudante do estado norte-americano do Alabama, sugeriu o nome "Ingenuity" para o rover da missão como parte de um concurso da NASA. A agência espacial adorou o nome, e reconheceu que ficaria perfeito no helicóptero devido à criatividade que a equipe empregou para no desenvolvimento da missão.

Em português, "ingenuity" parece significar "ingenuidade", mas, em inglês, significa a capacidade de ser esperto e original.

O helicóptero é um teste de voo

Existe um nome para isso: demonstração de tecnologia. O Ingenuity, então, é um projeto que busca experimentar uma nova capacidade de voo com alcance limitado. Já existem outras demonstrações de tecnologias em operação, como o rover Mars Pathfinder e o pequeno Mars Cube One, por exemplo.

O Ingenuity é equipado com quatro lâminas de fibra de carbono nos rotores, que giram em velocidade maior do que a de helicópteros que levam passageiros na Terra. Ele conta com células solares e baterias, mas não leva instrumentos científicos. Vale lembrar que o Ingenuity é um experimento distinto do Perseverance, que é um rover operacional de verdade, com uma missão científica a cumprir.

A engenharia do Ingenuity

(Imagem: NASA/JPL-Caltech)

Os engenheiros do Laboratório de Propulsão a Jato (JPL) levaram quase 5 anos para demonstrar que, sim, era possível construir uma nave leve, capaz de gerar impulso suficiente para voar na atmosfera de baixíssima densidade de Marte e sobreviver no ambiente por lá.

Diversos modelos foram testados nos simuladores do laboratório, mas foi somente em 2019 que eles chegaram àquele que irá acompanhar o Perseverance em sua viagem. Se tivesse acontecido qualquer erro ou problema durante os estudos, esse experimento dificilmente seria realizado.

A missão vai exigir grande cautela

(Imagem: NASA/JPL-Caltech)

O Ingenuity já tem alguns requisitos que precisa cumprir. Além deles, a equipe da missão precisa verificar se o Ingenuity vai conseguir passar com sucesso por algumas outras etapas, como sobreviver ao lançamento e à viagem, pousar corretamente no Planeta Vermelho, conseguir se desacoplar do Perseverance e, claro, realizar diversas ações de forma autônoma, como trocar painéis solares, voar, pousar, entre outras.

Se tudo isso for realizado com sucesso, o Ingenuity vai realizar seu primeiro teste de voo, que poderá permitir outros quatro testes adicionais.

O futuro da exploração em Marte

(Imagem: NASA/Viking Project)

O Ingenuity deverá mostrar quais tecnologias são necessárias para voar na fina atmosfera de Marte. Se a missão correr bem, essas tecnologias podem ser o primeiro passo para o desenvolvimento de veículos robóticos de voo, que poderão ser incluídos em missões robóticas e humanas no futuro.

“Nós vamos aprender muito durante todo o percurso. Poder dizer que a nossa equipe foi capaz de acrescentar outra dimensão na forma como exploramos outros mundos será a maior recompensa”, finaliza Aung.

Fonte: JLP, Galileu, NASA 

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.