Mars 2020: saiba mais sobre a missão da NASA que buscará bioassinaturas em Marte

Por Daniele Cavalcante | 17 de Junho de 2020 às 22h10
NASA/JPL-Caltech
Tudo sobre

NASA

Saiba tudo sobre NASA

Ver mais

Falta pouco para o lançamento da nova missão da NASA no Planeta Vermelho. Se tudo correr como planejado, o rover Perseverance será lançado no dia 20 de julho deste ano, com a missão de buscar por sinais de vida antiga - ou, quem sabe, atuais - em Marte, além de trazer algumas amostras do solo marciano para a Terra.

A missão Mars 2020 será a nona que a NASA envia para este nosso vizinho de Sistema Solar, mas será a primeira vez que amostras serão trazidas para cá. Por isso a expectativa é alta. Além disso, o Perseverance é mais avançado que o rover Curiosity, e deverá encontrar ainda mais pistas sobre o passado antigo de Marte, com foco na geologia do local de pouso que fica na Cratera Jezero.

O escudo térmico de cor bronze prestes a ser fixado no rover Perseverance (Foto: NASA/JPL-Caltech/KSC)

Também haverá algumas demonstrações das principais tecnologias que ajudarão os cientistas a prepararem futuras explorações robóticas e humanas. Um exemplo dessas tecnologias é o helicóptero Ingenuity, que deverá sobrevoar a superfície marciana para testar sua resistência no ambiente hostil do planeta.

A NASA realizou uma conferência online com repórteres nesta quarta-feira (17) para falar um pouco mais sobre a missão. Alguns desafios tiveram que ser superados durante a fase de planejamento, como por exemplo o peso da carga que deverá ser transportada pela nave espacial. No caso do Perseverance, o equipamento será o mais pesado já enviado para Marte até então. Por isso, foi necessário um teste especial para confirmar a solidez do pára-quedas que vai garantir um pouso suave do rover.

Também foi preciso aprimorar o desempenho do Sample Caching System, o mecanismo mais complexo já enviado para o espaço, de acordo com a NASA. “Mas de todos os obstáculos enfrentados pelos homens e mulheres do Perseverance, a pandemia de coronavírus representou o maior desafio, com precauções de segurança que exigem muito trabalho a ser feito remotamente”, escreveu a agência espacial em seu site.

Visto de baixo, o rover Perseverance revela uma placa à direita da roda do meio, em homenagem à perseverança dos profissionais de saúde em todo o mundo (Foto: NASA/JPL-Caltech)

“Há cinquenta e um anos, a NASA estava profundamente preparada para o primeiro pouso na Lua”, disse o administrador da NASA, Jim Bridenstine. “Hoje estamos no limiar de outro momento monumental na exploração: a coleta de amostras em Marte. Enquanto comemoramos os heróis da Apollo 11 hoje, as gerações futuras podem muito bem reconhecer as mulheres e os homens do Perseverance”.

O destaque aos esforços da equipe é justo. Afinal, se a missão não decolar em julho ou agosto, a NASA terá que esperar até setembro de 2022 para tentar novamente. É que devido às posições relativas da Terra e de Marte, a oportunidade de lançamento surgem apenas a cada 26 meses. Então, tudo teve que ser feito dentro do prazo, mesmo com a situação da pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2).

Por causa dessa situação, a equipe da missão Mars 2020 decidiu homenagear a comunidade médica do nosso planeta: uma placa de alumínio foi anexada no lado esquerdo do chassi do Perseverance, entre as rodas central e traseira. O gráfico gravado na placa de 8 x 13 cm mostra a Terra sustentada pelo símbolo da haste entrelaçada por uma serpente, figura que representa a comunidade médica. Uma linha representando a trajetória de uma espaçonave se eleva do centro da Flórida, circunda a Terra, e segue em direção a Marte, representada como um pequeno ponto no canto superior direito.

Foto: NASA/JPL-Caltech

"Queríamos demonstrar nossa gratidão por aqueles que colocaram seu bem-estar pessoal em risco pelo bem dos outros", disse Matt Wallace, vice-gerente de projetos do Jet Propulsion Laboratory na equipe Perseverance. "É nossa esperança que, quando as gerações futuras viajarem para Marte e encontrarem o nosso veículo espacial, elas serão lembradas de que na Terra no ano de 2020 havia essas pessoas".

Além disso, todos os que participaram da campanha Send Your Name to Mars, em que a NASA convidou a população a enviar seus nomes para Marte, tiveram seus nomes incluídos em outra placa, que carregará três chips de silicone do tamanho de uma unha com os 10.932.295 nomes gravados por feixe de elétrons.

Essa mesma placa conta também com uma ilustração que presta homenagem às artes que estamparam as placas das naves Pioneer e das sondas Voyager 1 e 2 - um desenho gravado a laser representando a Terra e Marte unidos pela luz do Sol. Também há uma mensagem codificada nessa ilustração: as palavras "Explore As One" (algo como "explorar como um só", numa tradução livre) estão escritas em código Morse nos raios do Sol, que conectam nosso planeta natal àquele que a nave vai explorar.

Todos os principais componentes da nave espacial que levará o rover já estão montados na forma em que estarão na plataforma de lançamento no Centro Espacial Kennedy, na Flórida. No final desta semana, eles serão incluídos na estrutura que os protegerá durante o lançamento. Na próxima semana, essa estrutura e o rover serão transportados para o Space Launch Complex 41, onde serão anexados ao topo de um foguete Atlas Launch da United Launch Alliance.

Lori Glaze, diretora da Divisão de Ciência Planetária da NASA, descreveu os momentos de tensão que a equipe passará desde o lançamento até o pouso do rover no Planeta Vermelho. Isso inclui “314 milhões de milhas no espaço interplanetário e sete minutos de terror para chegar com segurança à superfície de Marte”, disse ela. “Quando virmos a paisagem na cratera Jezero pela primeira vez e realmente começamos a perceber a recompensa científica diante de nós, a diversão realmente começará”.

Se o lançamento não puder acontecer em 20 de julho, a segunda tentativa em 2020 será em 11 de agosto. Independentemente do dia, o Perseverance pousará na Cratera Jezero em 18 de fevereiro de 2021, pois estabelecer uma data e hora específica ajuda a equipe a saber como estará a iluminação e a temperatura em Marte no momento do pouso.

Fonte: NASA

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.