Telescópio James Webb observa nova estrela após concluir etapa de alinhamento

Telescópio James Webb observa nova estrela após concluir etapa de alinhamento

Por Danielle Cassita | Editado por Patrícia Gnipper | 16 de Março de 2022 às 13h57
NASA/STScI

O telescópio James Webb concluiu mais uma grande etapa do processo de alinhamento de seus espelhos. Nesta quarta-feira (16), a NASA anunciou que o observatório finalizou a chamada fase de refinamento, na qual todos os parâmetros ópticos foram verificados e testados, e estão funcionando dentro ou até além das expectativas da equipe. Portanto, isso significa que o telescópio está pronto para coletar a luz de objetos distantes e enviá-la corretamente a seus instrumentos.

A tão aguardada etapa foi finalizada na última sexta-feira (11). Apesar de ainda haver alguns meses à frente até o início das observações científicas, a conclusão dela mostra à equipe que o sistema óptico do telescópio está funcionando exatamente como o esperado.

Durante esta etapa, cada um dos segmentos do espelho primário foi alinhado para produzir uma imagem unificada de uma estrela, utilizando somente o instrumento Near-Infrared Camera (NIRCam).

A estrela em questão é a 2MASS J17554042+6551277, que aparece no centro da imagem abaixo:

Imagem da estrela 2MASS J17554042+6551277, acompanhada de outras estrelas e galáxias ao fundo; a foto tem filtro vermelho, aplicado para otimizar o constraste visual (Imagem: Reprodução/NASA/STScI)

No fim, o telescópio não registrou somente a estrela, mas também objetos ao fundo. Como a sensibilidade do sistema óptico e do NIRCam é altíssima, outras estrelas e até galáxias foram registradas.

“Nós alinhamos completamente [o sistema] e focamos o telescópio em uma estrela, e a performance está excedendo as expectativas”, comemorou Ritva Keski-Kuha, vice-gerente de elementos ópticos do James Webb. “Agora, sabemos que construímos o telescópio certo”.

Já Thomas Zurbuchen, administrador associado da NASA, celebrou o design único do James Webb. “Há mais de 20 anos, a equipe do Webb começou a trabalhar no telescópio mais poderoso já levado ao espaço, e criou um design óptico audacioso para cumprir objetivos científicos ambiciosos”, disse. “Hoje, podemos comemorar que esse design vai entregar o que prometeu”.

O telescópio James Webb é formado por um espelho primário de 6,5 m, dividido em 18 segmentos hexagonais que, juntos, formam uma única superfície refletora.

"Selfie" produzida por uma lente do instrumento NIRCam, mostrando todos os segmentos do espelho primário coletando luz de uma única estrela (Imagem: Reprodução/NASA/STScI)

Ao longo das próximas seis semanas, a equipe do telescópio continuará o trabalho nas fases de alinhamento pendentes antes de começar a preparar os instrumentos científicos. Com a ajuda de um algoritmo, eles irão alinhar o telescópio para incluir os instrumentos Near-Infrared Spectrograph, Mid-Infrared Instrument e Near InfraRed Imager and Slitless Spectrograph.

Encerrada esta etapa, chegará o momento de iniciar o alinhamento final, o momento em que a equipe corrigirá eventuais erros de posicionamento dos segmentos do espelho. A equipe do telescópio espera finalizar todas as etapas do alinhamento do elemento óptico até o início de maio — mas pode ser que consigam concluí-las antes; depois, a preparação dos instrumentos científicos deverá durar dois meses.

As primeiras imagens em resolução completa e dados científicos devem ser publicados em meados da metade do ano. Quando iniciar suas operações científicas, o telescópio poderá investigar as origens do universo, exoplanetas ao redor de estrelas distantes e mais.

Fonte: NASA, ESA

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.