Startup Astra consegue alcançar a órbita pela primeira vez

Startup Astra consegue alcançar a órbita pela primeira vez

Por Wyllian Torres | Editado por Patrícia Gnipper | 22 de Novembro de 2021 às 10h12
Astra

Na madrugada do último sábado (20), a Astra finalmente conseguiu lançar seu foguete e colocá-lo em órbita, após algumas tentativas frustradas no passado recente. Lançado a partir de Kodiak, no Alasca, o veículo nomeado Launch Vehicle 0007 (LV0007), com pouco mais de 13 metros de altura, transportou uma carga útil de teste para o serviço militar norte-americano e, nove minutos após sua decolagem, ele alcançou a órbita, a cerca de 500 km de altitude.

O CEO da empresa, Chris Kemp, disse que a equipe trabalhou muito nisso por anos. “Temos foguetes de número de série 8, 9 e 10 em produção, então estamos apenas começando”, acrescentou Kemp.

A primeira tentativa aconteceu em março de 2020, durante uma competição da Defense Advanced Research Projects Agency (DARPA), uma agência que avalia a habilidade das empresas de foguete em atender as demandas do serviço militar dos EUA. No entanto, o veículo não decolou por conta de falhas técnicas. Em setembro do mesmo ano, problemas com o sistema de orientação levaram ao cancelamento desta tentativa.

Em dezembro do ano passado, em sua terceira tentativa, finalmente a Astra conseguiu lançar seu foguete Rocket 3.2, mas o veículo ficou sem combustível antes e, portanto, não alcançou a órbita. Já em agosto deste ano, falhas no motor do foguete LV0006 o fizeram “voar de lado” e, por isto, ele só atingiu apenas 49,8 km de altitude — insuficiente para alcançar a órbita da Terra.

Foguete da Astra (Imagem: Reprodução/Astra)

O sucesso deste último teste só demonstra como os erros anteriores não significam um fracasso, sendo, na verdade, oportunidades de aprimorar o projeto como um todo. Agora, a Astra faz parte do time de empresas privadas norte-americanas a alcançar a órbita com seu próprio veículo, ao lado de nomes como Virgin Orbit, SpaceX e Rocket Lab.

O lançamento completo foi transmitido pela canal no YouTube do NASA Spaceflight, e você pode conferir a seguir:

Fonte: The Verge

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.