NASA segue tentando concluir a abertura dos painéis solares da sonda Lucy

NASA segue tentando concluir a abertura dos painéis solares da sonda Lucy

Por Wyllian Torres | Editado por Rafael Rigues | 14 de Junho de 2022 às 17h30
SwRI

Engenheiros da NASA continuam tentando completar a abertura de um dos painéis solares da sonda Lucy, que irá visitar uma série de asteroides na órbita de Júpiter. Em nota publicada em 8 de junho a equipe da missão forneceu uma atualização sobre o estado da sonda. E embora o resultado ainda não seja o esperado, há motivo para otimismo.

Lançada em outubro do ano passado, a sonda Lucy acionou seus dois grandes painéis solares circulares, projetados para se abrirem como leques e permanecerem travados na posição final. No entanto, enquanto o painel -Y se estendeu perfeitamente, o +Y se estendeu a apenas 347º quando deveria abrir em 360°.

A sonda Lucy tem dois grandes painéis solares circulares (Imagem: Reprodução/Lockheed Martin)

Em 9 de maio, a equipe da missão executou a primeira tentativa de abertura do painel solar. Os engenheiros comandaram a sonda a acionar seu motor de implantação dos painéis usando tanto os enrolamentos primário e de reserva do motor em simultâneo para gerar uma tração forte.

A atividade funcionou como o esperado e puxou ainda mais o cordão responsável por abrir o painel solar. A equipe seguiu operando o motor por uma série de intervalos para evitar o superaquecimento. Após a análise dos dados, observou-se que a implantação ocorria conforme os testes feitos em Terra.

Ainda assim, os dados revelaram haver mais cordão a ser retraído, então a equipe enviou os mesmos comandos no dia 12 de maio. Continuando o trabalho de abertura do painel solar, a atividade foi executada novamente em 26 de maio, seguindo o mesmo esquema das duas tentativas anteriores.

Mais uma vez, os dados mostram que o painel continuava se abrindo, então a sequência de comandos foi repetida em 2 de junho. “Embora a matriz ainda não tenha travado, os dados indicam que ela continuou a ser esticada e enrijecida durante a tentativa”, acrescentou a equipe.

Caminho orbital que a sonda Lucy percorrerá durante toda sua missão (Imagem: Reprodução/Southwest Research Institute)

Existem outras tentativas para concluir a implantação, mas não há garantia de que o painel solar travará na posição final. De todo modo, a abertura tem colocado a matriz sob maior tensão, ajudando a estabilizar o painel. “Mesmo que a matriz não trave, a rigidez adicional pode ser suficiente para voar a missão conforme planejado”.

A missão Lucy é a primeira a ser lançada para explorar os chamados asteroides troianos de Júpiter — “sobras” do Sistema Solar primitivo que podem conter informações sobre o início de nosso sistema planetário. Em 7 de junho, a sonda realizou uma manobra de correção de trajetória.

Esta foi a primeira de uma série de manobras que a Lucy fará para realizar a sua primeira assistência gravitacional com a Terra, prevista para acontecer em 16 de outubro.

Fonte: NASA

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.