SAIU O RESULTADO DO SORTEIO DO PRÊMIO CANALTECH!CONFERIR
Publicidade

Engenheiro-líder do lander lunar deixa a Blue Origin e vai para a SpaceX

Por| Editado por Patricia Gnipper | 17 de Agosto de 2021 às 17h10

Link copiado!

Blue Origin
Blue Origin

Nesta terça-feira (17), Nitin Arora, engenheiro-líder da equipe do lander lunar Blue Moon, da Blue Origin de Jeff Bezos, anunciou que acaba de deixar a empresa para se juntar à concorrente SpaceX, de Elon Musk. A saída do engenheiro acontece em um momento conturbado para a Blue Origin, que segue em conflito com a NASA e a SpaceX há algum tempo. O motivo da disputa é um contrato firmado entre a agência espacial e a empresa de Musk para a construção do lander que levará astronautas à superfície lunar.

A saída de Arora foi revelada em uma publicação no LinkedIn, em que ele conta que a última sexta-feira (13) foi seu último dia na Blue Origin. “Foi incrível trabalhar no programa lunar, estou muito honrado de ter a chance de trabalhar e liderar tantas pessoas inteligentes e apaixonadas ao longo dos últimos três anos”, disse, na publicação. “Próxima parada, SpaceX! Estou bastante animado”. Ele atuou como líder de arquitetura de missões e líder de integração na equipe do Human Landing System (HLS).

Continua após a publicidade

A saída de Arora pode até sinalizar alguma tendência em andamento, mas aconteceu em um momento turbulento, em que a Blue Origin continua em conflito com a NASA porque, no início do ano, a agência espacial decidiu escolher a SpaceX para construir um lander lunar, que será usado no programa Artemis. Desde então, a empresa de Bezos afirma que a decisão foi injusta, e que houve favoritismo por parte da NASA.

Essa insatisfação rendeu um protesto apresentado ao Government Accountability Office, que rejeitou os argumentos da Blue Origin, mas o processo resultou em uma suspensão de três meses no andamento do projeto da SpaceX. Em paralelo, a empresa também fez publicações de infográficos que pareciam indicar que o Starship, da SpaceX, seria a pior opção possível para a empreitada na Lua — ou seja, alfinetando os rivais em público.

O capítulo mais recente dessa briga aconteceu recentemente, com a Blue Origin processando a NASA, de novo, por causa do contrato. Ainda não é possível saber quais serão as consequências dessa estratégia agressiva adotada pela empresa, mas talvez não sejam favoráveis, até porque há a possibilidade de essas ações acabarem afastando funcionários essenciais da empresa. "Depois disso, eles nunca vão conseguir um contrato de verdade com o governo", disse uma fonte da NASA, após o processo.

Fonte: Futurism, Arstechnica