Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Destaque da NASA: vídeo do eclipse solar é foto astronômica do dia

Por| Editado por Luciana Zaramela | 06 de Maio de 2024 às 13h06

Link copiado!

Reinhold Wittich
Reinhold Wittich

Que tal relembrar como o Sol desapareceu por trás da Lua durante o eclipse solar de abril? O destaque da NASA nesta segunda (6) é um vídeo em timelapse gravado em Arkansas, nos Estados Unidos, que mostra o fenômeno em alguns minutos.

O vídeo começa com o disco solar marcado por algumas manchas. Elas têm cor escura porque são mais frias que seus arredores, e podem causar fenômenos como explosões solares e ejeções de massa coronal. 

Depois, a Lua começa a avançar, fazendo com que nosso astro desapareça. Em poucos minutos, os raios solares parecem se concentrar na borda do disco lunar, formando o chamado Anel de Diamantes

Continua após a publicidade

A etapa da totalidade do eclipse começou quando o Sol desapareceu por inteiro. Este momento proporcionou alguns minutos de escuridão durante o dia, permitindo também a visão de estruturas no disco solar conhecidas como proeminências.

Vale destacar também a beleza da coroa solar, a atmosfera mais externa do Sol. Normalmente ela fica invisível para nós porque é ofuscada pela luz solar, mas aparece no vídeo se estendendo pelo céu. A filmagem do eclipse termina com outro anel de diamantes.

Eclipse solar total

Os eclipses solares acontecem quando a Lua fica entre a Terra e o Sol. Se o nosso satélite natural cobrir apenas parte do disco solar, como se este tivesse sido mordido, dizemos que o eclipse foi do tipo parcial. 

Quando o Sol fica completamente coberto pela Lua, o eclipse é do tipo total. Foi o que aconteceu em 8 abril: naquele dia, quem estava no chamado caminho da totalidade pôde ver o centro da sombra da Lua enquanto ela cobria nosso astro por inteiro. Fora dali, o eclipse visto foi parcial.  

O próximo eclipse solar visível no Brasil vai acontecer em outubro. Quem estiver nas regiões sul e sudeste do país vai poder conferir a Lua escondendo parte do Sol — contanto que as condições de observação estejam adequadas, claro. 

Vale lembrar que a fase da totalidade é o único momento em que é seguro ver o eclipse solar sem proteção nos olhos. Assim que o Sol volta a aparecer por trás da Lua, é necessário usar óculos apropriados para observação ou métodos de observação indireta. Por isso, prepare-se para ver o evento em segurança.

Continua após a publicidade

Fonte: APOD