Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

China quer ampliar estação espacial Tiangong com novos módulos

Por| Editado por Patricia Gnipper | 04 de Dezembro de 2023 às 11h45

Link copiado!

CMSE
CMSE

Após finalizar a montagem da estação espacial Tiangong, a China já planeja a expansão do complexo. Durante o Congresso Internacional de Astronáutica, oficiais do país revelaram que o laboratório orbital pode se transformar em uma instalação formada por seis módulos e 180 toneladas métricas.

Atualmente, a Tiangong é formada pelo Tianhe, seu módulo central, acompanhado dos módulos de experimentos Wentian e Mengtian. Ela é significativamente menor que a Estação Espacial Internacional, mas especialistas chineses afirmam que tem capacidade semelhante para realizar experimentos científicos.

Agora, o país sinaliza um compromisso de longo prazo com o programa da estação Tiangong. Ainda nesta década, a China planeja lançar o que chamou de módulo de expansão, um componente que vai ser instalado na parte frontal do módulo Tianhe. Com ele, a estação vai ter mais portas de acoplagem para naves espaciais. Os outros dois módulos devem ser laboratoriais.

Continua após a publicidade

Originalmente, os oficiais chineses declararam que a estação Tiangong deveria permanecer em operação por 10 anos. Mas, com a extensão, eles acrescentaram no Congresso que este período pode aumentar para 15 anos ou até mais.

Isso indica que a Tinagong deve permanecer ativa durante algum tempo na década de 2030 — ou seja, ainda vai estar em operação quando a Estação Espacial Internacional (ISS) for destruída. Quando a ISS chegar ao fim, a NASA vai fechar parcerias com parceiros comerciais para desenvolver uma estação menor, que também vai ficar na órbita baixa da Terra.

Fonte: ArsTechnica