China desenvolve seu próprio módulo de pouso para missões lunares tripuladas

China desenvolve seu próprio módulo de pouso para missões lunares tripuladas

Por Wyllian Torres | Editado por Patrícia Gnipper | 09 de Agosto de 2021 às 13h50
CNSA/Roscosmos

Ao que tudo indica, a China está desenvolvendo um sistema de pouso humano para as futuras missões lunares do país. A notícia foi relatada por Yang Lei, comandante-chefe do sistema de veículo de pouso lunar tripulado na Academia de Tecnologia Espacial da China (CAST), subordinada à China Aerospace Science and Technology Corp. (CASC) — principal fabricante de espaçonaves chinesas.

Lei e seus colegas foram convidados para um evento na Escola de Aeronáutica e Astronáutica da Universidade de Xiamen. Na ocasião, eles relataram sobre os projetos pertinentes aos planos de pouso lunar humano da China. O país já está desenvolvendo seus novos modelos de veículos lançadores e uma espaçonave de nova geração. Para completar o sistema de pouso e ascensão lunar, fica faltando o módulo. Infelizmente, nenhum detalhe foi fornecido na reunião — as imagens divulgadas aparecem borradas intencionalmente.

Concepção artística da ILRS na Lua (Imagem: Reprodução/CNSA/Roscosmos)

No ano passado, a China revelou um pouco das suas ambições voltadas para o pouso na Lua. Na época, Zhou Yanfei, vice-projetista geral do programa de voos espaciais humanos da China, disse que, além dos lançadores e espaçonaves, é necessário o desenvolvimento de um módulo de pouso, suporte de vida, experiência em missões e capacidade de suporte terrestre para missões além da baixa órbita da Terra. O sucesso da complexa missão Chang’e-5, que retornou com amostras lunares à Terra, é encarado como um teste de tecnologias necessárias para trazer os astronautas de volta da Lua.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Em nota, a Escola de Aeronáutica diz que orientará os professores a participarem ativamente das pesquisas científicas relacionadas à estratégia nacional de pouso tripulada na Lua. No entanto, um plano completo de pouso lunar não foi relatado no 14º Plano Quinquenal da China (2021-2025), divulgado em março deste ano. A China ainda lançará mais um relatório detalhando suas prioridades para os próximos cinco anos.

Apesar disso, as últimas realizações da China demonstram que, gradualmente, o país está acumulando as capacidades e experiências necessárias para conduzir suas missões de maneira plena — como a construção de uma estação de pesquisa na órbita da Lua ou em sua superfície, em parceria com a agência espacial russa (Roscosmos). Wu Yanhua, vice-chefe da CNSA, foi questionado durante a reunião sobre uma possível data do primeiro pouso lunar chinês tripulado, mas ele se recusou a responder.

Fonte: SpaceNews, MP

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.