Boeing deve adiar voo de teste da nave Starliner para 2022

Boeing deve adiar voo de teste da nave Starliner para 2022

Por Wyllian Torres | Editado por Patrícia Gnipper | 22 de Setembro de 2021 às 10h50
Boeing

Após uma série de contratempos para realização do teste orbital (OFT-2) com a nave Starliner, da Boeing, é provável que o lançamento só ocorra em 2022. A equipe de engenheiros ainda trabalha para solucionar a falha na válvula da espaçonave, e a agenda ocupada com lançamentos oficiais para as próximas semanas deixa o OFT-2 ainda mais fora do horizonte neste ano.

No início de agosto, a Boeing precisou cancelar o lançamento por conta de problemas nas válvulas do sistema de propulsão da nave, faltando poucos minutos para lançar a nave. Enquanto os engenheiros ainda tentam solucionar este problema, Kathy Lueders, chefe do Diretório de Exploração Humana e Missão de Operações da NASA, disse ser mais provável que o teste aconteça no próximo ano, mas que a empresa e a agência espacial ainda não chegaram a uma decisão.

A nave Starliner acoplada ao foguete Atlas V (Imagem: Reprodução/NASA/Joel Kowsky)

Tanto a Boeing quanto a NASA avaliam se usarão outro módulo de serviço no Starliner para realizar a missão OFT-2 ou se continuarão tentando solucionar as falhar do atual. Segundo Lueders, a escolha final deve surgir nas próximas semanas. A nave foi desenvolvida como parte do Programa de Tripulação Comercial da agência espacial norte-americana para transportar astronautas até a Estação Espacial internacional (ISS) — o mesmo programa que já vem contando com a SpaceX e sua nave Crew Dragon.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

A SpaceX já lançou três missões tripuladas à ISS (Demo-2, Crew-1 e Crew-2) e se prepara para a quarta, que deve acontecer no próximo mês (a Crew-3). Enquanto isso, a Starliner ainda precisa viajar até a ISS sem tripulação, para provar que é capaz de transportar pessoas de maneira segura. Na primeira tentativa da Boeing, em 2019, a nave sofreu uma série de problemas em seu software e não conseguiu alcançar a trajetória necessária para chegar à ISS.

Fonte: Space.com

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.